Economia

Caetité – Bahia terá novas pesquisas no setor mineral

Com o Projeto Maniaçú, que pretende mapear a província de urânio de Lagoa Real, no município de Caetité, a Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), em convênio com as Indústrias Nucleares do Brasil, pode realizar novas descobertas de urânio e ampliar a capacidade de produção do estado.

A previsão da empresa é que a jazida baiana do minério, que hoje está em 95 mil toneladas em doze áreas, passe para cem mil toneladas, sendo 800 toneladas por ano a partir de 2010, e com estimativa de crescimento para que fique entre 2.500 a 3.000 toneladas anuais em 2020.

Essa província de urânio é considerada a maior província monometálica do país e consolida a Bahia como o maior produtor deste minério em todo o território nacional. As pesquisas minerais, iniciadas há cerca de 20 anos na Bahia pela CBPM, constataram 35 depósitos, nos quais 12 contêm grandes quantidades de urânio, representadas pelo volume de 95 mil toneladas.

To Top
%d blogueiros gostam disto: