História

Senhor do Bonfim – Padres se despedem durante Festa do Padroeiro

A homenagem ao Padroeiro do município de Senhor do Bonfim prestada pela Igreja Católica neste segundo domingo de janeiro se expressou nas ruas pela grandeza da procissão e, depois desta, em frente à Catedral Diocesana pelas comoventes celebrações de despedida da Congregação do Santíssimo Redentor.

De 18 padres dessa ordem católica, que ao longo de 19 anos residiram em Senhor do Bonfim, os três últimos (padres Clédio, Gilson e André) estão deixando a Paróquia e seguindo para cidade do sul da Bahia, onde continuarão a atividade missionária. 

Festa religiosa de tradição secular em Senhor do Bonfim, a procissão formada por múltiplas alas da militância católica, teve à frente a viatura do Corpo de Bombeiros e percorreu as ruas centrais da cidade sob a disciplina da fé cristã. A marcha conduzindo o único andor coberto de flores levava a imagem “especial” de Senhor do Bonfim. Em diversos pontos os religiosos pararam em orações, sob a euforia de louvores e palmas. 

O Padre André Skoczen, que após longa titularidade na Paróquia de Senhor do Bonfim está  prestes a transferir-se para a região sul, discursou após a chegada da procissão à matriz paroquial. Historiou as circunstâncias que trouxeram os redentoristas à Paróquia e à cidade de Senhor do Bonfim e reafirmou a missão dos redentoristas de levar a palavra aos mais humildes e abandonados. “Precisamos nos amar, uns aos outros”, disse. 

Ex-padre, o prefeito Paulo Machado se dirigiu aos redentoristas como missionário abnegado que plantaram esperanças entre nós, “renovando a alma bonfinense para uma comunhão de ações generosas: espirituais, morais e sociais”. E os homenageou na parábola bíblica do “repartir do pão” e num belo poema da célebre Cecília Meireles. 

No encerramento, o Bispo Dom Francisco Canindé Palhano, que presidiu toda a festa ao Padroeiro Senhor do Bonfim, reconheceu num dos seus resumos que “os missionários redentoristas foram aqueles que fizeram a história da evangelização dos nossos paroquianos”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: