Esporte

Vai começar a largada do futebol 2010, mais um ano para os “velhinhos”

O ano de 2009 pode ser considerado para o mundo do futebol como “O ano dos velhinhos”. Afinal foram eles, Petkovic (Flamengo), Paulo Baier (Atlético-PR) e Geraldo (Ceará), que conduziram ação e reação de suas equipes dentro das competições, dando até inveja aos mais novos.

O desempenho dos jogadores considerados “velhos” superou paradigmas e quebrou preconceitos de uma infinidade de pessoas. O ‘Vovô Garoto’, Petkovic, 38 anos, como gosta de ser chamado no Flamengo, finalmente venceu o desafio, ao conduzir o time carioca à primeira colocação do Campeonato Brasileiro de 2009. Junto com ele, inúmeros veteranos cruzaram a linha de chegada nos campeonatos estaduais desta temporada.

Pela Série B, o veterano meio campista Geraldo foi o grande articulador da equipe do Ceará durante a competição. Dos seus pés, além de grandes jogadas, vários gols ajudaram a equipe cearense a subir para a Série A, depois de muitos anos amargando a Segunda Divisão do futebol brasileiro.

2010: Capetinha e Giovanni   

O sucesso de alguns “velhinhos em 2009 parece ter despertado a atenção de outras equipes em 2010. O próprio Flamengo já renovou com Petkovic. O Santos, onde o sérvio não teve uma boa passagem, aderiu à moda e trouxe de volta o seu maior ídolo da década de 1990: o meia Giovanni, que completará 38 anos em fevereiro e vinha de um longo período de inatividade. “Ele é um jogador diferenciado, mas devemos ter cautela com ele”, diz o técnico Dorival Junior.

No São Paulo, o discurso é o mesmo. “O primeiro fator para tudo sair bem é científico. A fisiologia ajuda o jogador a prolongar a carreira”, confiou o comandante Ricardo Gomes, que ganhou o meia-atacante Marcelinho Paraíba para o seu elenco.  

Para o Corinthians ter mais de 30 anos era quase um pré-requisito para disputar o ano do centenário. O lateral Roberto Carlos (36 anos) foi recebido com pompa e terá ainda Tcheco (33), Iarley (35) e Danilo (30) como parceiros em 2010. Isso, sem esquecer, é claro, o Ronaldo, com 32 anos. “A minha empolgação é a mesma de um garoto”, justificou Roberto Carlos.

No Palmeiras, o grande nome para disputar o Campeonato Paulista é o veterano goleiro Marcos, pentacampeão mundial pela seleção brasileira em 2002.

Em Minas Gerais, o técnico Wanderlei Luxemburgo, do Atlético, continua apostando no veterano lateral Júnior, que é campeão mundial, e no meia Ricardinho, que foi um vencedor em todos os lugares.

No Sul do país, o perfil das contratações é igual. O Avaí espera obter sucesso com o atacante Sávio, de 36 anos. O clube catarinense agiu rápido para não perder os holofotes. “Se não trouxéssemos o Sávio, o Viola seria a grande vedete do Campeonato Catarinense”, argumentou Moisés Cândido, coordenador da Avaí, referindo-se ao reforço do Brusque.

A onda dos “velhinhos” também chegou ao Nordeste, onde o Capetinha Edílson desistiu da aposentadoria para jogar pelo Bahia. “Ele esteve na pelada do Ronaldinho e mostrou que não está tão fora de forma. Não há jogador com a qualidade dele no mercado. Fizemos um contrato de risco. Quando jogar, recebe. Caso contrário, não”, explicou Elizeu Godoy, supervisor do time.

Por Evandro Matos

To Top
%d blogueiros gostam disto: