Política

Multimilionário será vice na chapa de Geddel

O magnata João Carlos Cavalcanti, do ramo de mineração, que declarou criar o seu gato em um quarto com direito a cama king size e TV de plasma e ser auxiliado pelo “invisível”, desistiu da candidatura ao Senado pelo PMDB por algo mais lucrativo.

Cavalcanti será o vice na chapa do ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, ao governo baiano. A noticia não foi confirmada pelo PMDB, mas vazou para a mídia e não foi desmentida até o momento.

O multimilionário já resolveu tudo com o pré-candidato e o partido. Ele desistiu de Brasília porque não gosta da cidade e a rotina de viajar toda segunda e retornar na sexta prejudicaria os seus negócios megacifrados.

Em dezembro passado, João Cavalcanti esteve em Itagibá para participar da inauguração da mina de níquel da Mirabela, que teve a presença do governador Jaques Wagner (PT). O curioso da história é que, em Ipiaú, antes de ir para Itagibá, Cavalcanti foi flertado carinhosamente pelo governador, durante o seu discurso para a reinauguração do hospital municipal.

Na saída para Itagibá, os dois tiverem uma rápida conversa de pé de ouvido. “Fique tranquilo. Ele (Geddel) me ligou perguntando se eu vinha, e eu disse que sim. Estou lá (filiado ao PMDB), mas hoje a situação é outra”, disse Cavalcanti. “Passe lá (na Governadoria) para a gente conversar”, devolveu Wagner.

A conversa entre os dois aconteceu na frente do diretor deste portal, que estava cobrindo o evento de inauguração da mina, em Itagibá. Naquele momento, não seria legal divulgar este rápido diálogo. Mas, hoje, se os fatos são verdadeiros, agora são outros…

Por Evandro Matos   

To Top
%d blogueiros gostam disto: