Polícia

Tragédia em Jequié: Corpos de vítimas carbonizadas ainda não identificados

Ainda não foram identificadas as seis vítimas do acidente ocorrido na BR-116 na manhã da última sexta-feira (29) em Jequié. A polícia aguarda a chegada das famílias com os dados sobre arcada dentária das vítimas para iniciar o reconhecimento dos corpos. No acidente, seis pessoas morreram carbonizadas em um acidente que envolveu sete veículos.

Por enquanto, os corpos das vítimas estão no Instituto Médico Legal de Jequié. O motorista de um dos caminhões, Cláudio Cândido Alves, de 42 anos, que ficou ferido no acidente, está internado no Hospital Prado Valadares na cidade. Segundo os médicos, ele não corre risco de morte.

Curva da Jiboia – No total, sete veículos se envolveram em uma colisão no local conhecido com Curva da Jibóia. Quatro carros pegaram fogo. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), um veículo, com placa de Maceió, fez uma ultrapassagem indevida, e bateu de frente com um ônibus fretado que seguia de João Pessoa (PB) para Belo Horizonte (MG). Os outros veículos não conseguiram desviar e iniciaram uma série de colisões.

Com o acidente, um carro de passeio, duas carretas e um caminhão tanque pegaram fogo. O Corpo de Bombeiros foi chamado para controlar as chamas. Seis corpos completamente carbonizados foram encontrados pelos bombeiros entre as ferragens.

As vítimas são: os motoristas de uma carreta e do caminhão tanque, além de dois adultos e de uma criança que estavam em um carro. Um homem, ainda não identificado, também morreu no local.

Os ocupantes dos outros três veículos envolvidos no acidente, nada sofreram, inclusive os passageiros do ônibus. O motorista da outra carreta incendiada conseguiu escapar com vida. Ele foi socorrido com queimaduras pelo corpo e encaminhado para um hospital da região.

Para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a imprudência pode ter sido a principal causa do acidente. O tráfego na BR 116 ficou interrompido por pelo menos cinco horas e o congestionamento chegou a 15 quilômetros em cada sentido da rodovia.

Com informações do Correio

To Top
%d blogueiros gostam disto: