Política

Rapidinhas – Continua expectativa sobre a saída dos verdes do governo

Depois de comparecerem na Festa de Santo Amaro e visitarem Dona Canô, uma eleitora ilustre do partido, os integrantes do Partido Verde nesta terça-feira (02) marcaram presença na tradicional Festa de Iemanjá, quando saíram às ruas com banda de fanfarra, carro alegórico, balões e simpatizantes uniformizados.

À frente do grupo, o deputado federal Luiz Bassuma, pré-candidato ao governo do Estado, e o presidente da legenda, Ivanilson Gomes.  

Prazo esgotado

 

Como não poderia ser diferente, a polêmica sobre saída dos filiados que detém cargos no governo do Estado ainda é o assunto mais discutido entre os verdes, já que foi dado o prazo até o último dia 30 de janeiro para que isso fosse concretizado. Nesta terça-feira mesmo havia muita especulação sobre a posição do secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Juliano Matos, que ainda não havia confirmado a sua posição.

  

Importante é Diário Oficial

 

Segundo Ivanilson Gomes, o partido está apenas aguardando os trâmites burocráticos para poder agir sobre a situação. “Ele (Juliano) esteve conosco durante a lavagem e disse que amanhã (hoje) entregaria o pedido de exoneração dele ao governo”, comentou. “Mas o importante é o Diário Oficial”, acrescentou. Também na festa, o pré-candidato da legenda ao governo, Bassuma, não quis falar sobre o assunto. “Eu já perdi muito tempo com isso. Acho até que Juliano já saiu”, comentou, fugindo de polêmica.

Distância do governo

A reaproximação de Juliano Matos com a cúpula do partido parece ser um sinal de desejo de trégua e de que ele vai mesmo deixar o governo. “Ele chegou pedindo unidade e que não quer ser punição”, revelou Ivanilson. “O nosso objetivo é mostrar que o partido está afastado definitivamente do governo Wagner”, acrescentou.

Comissão de Ética

 

Contudo, o presidente do PV adiantou que na próxima semana haverá uma reunião da Executiva Estadual para avaliar dois pedidos chegados à Comissão de Ética. Um diz respeito à Festa do Bonfim, quando Juliano Matos foi acusado de ter desfilado com uma camisa do PT ao lado do governador Jaques Wagner. A outra é por ele não ter deixado o cargo (no governo) até o dia 30, conforme orientação do partido. “Vamos constituir uma Comissão de Ética para avaliar os dois casos”, disse Ivanilson.

           

Diálogo com a sociedade

 

De olho nas eleições, na Festa de Iemanjá os verdes desfilaram com uma camisa com uma mensagem política: “troque o seu senador usado por um verde em folha”. Tanto Bassuma quanto Ivanilson defendem que o partido precisa dialogar com a sociedade. “Estamos aproveitando este momento das festas populares para apresentar o PV. Há uma receptividade muito grande, inclusive com filiações na rua”, disse Ivanilson.

Agenda no interior

Na reunião da próxima semana a Executiva do PV vai avaliar também as candidaturas majoritárias de Luiz Bassuma (governo) e Edson Duarte (Senado), intensificar ações no interior e divulgar mais os nomes dos seus candidatos. O partido tem uma agenda de compromissos no interior até o mês de abril, quando estará realizando reuniões e seminários, que terão foco no Desenvolvimento Sustentável.

Discutir políticas regionais

O partido dividiu o Estado em 19 regiões para facilitar o trabalho. Já estão garantidos encontros em Capim Grosso (que deverá acontecer no próximo dia 26), Feira de Santana, Itabuna, Juazeiro, entre outros. “O objetivo é discutir políticas regionais”, disse Ivanilson Gomes, que ontem anunciou a filiação do professor de Unifacs, Luiz Araújo, numa solenidade que reuniu cerca de cem pessoas num hotel da cidade.

Por Evandro Matos

To Top
%d blogueiros gostam disto: