Esporte

Amistoso do Bahia com o PSV em maio poderá ter Romário e Ronaldo juntos

A assessoria de imprensa de Romário confirma que o ex-jogador e agora dirigente do América-RJ foi procurado para prestigiar o evento. O convite partiu dos próprios dirigentes do PSV, equipe pela qual anotou 165 gols em 163 jogos, de 1988 a 1993.

O PSV Eindhoven virá ao Brasil em maio para disputar dois amistosos, contra o Bahia e o Ceará, logo após sua participação no Campeonato Holandês, cuja última rodada será no dia 2 do mesmo mês. A única possibilidade de a viagem ser cancelada é uma improvável classificação para a final da Liga da Europa.

Responsável pela negociação, Márcio Granada garante a realização dos jogos. O primeiro deles está marcado para 6 de maio, contra o Ceará, no Estádio Castelão, em Fortaleza. Dois dias depois, o elenco do PSV vai a Salvador para pegar o Bahia. Na Boa terra, o amistoso vem sendo acertado com o meia Edilson, que acabou de assinar contrato com o Bahia.

Por meio de seu site oficial, o clube holandês reforça o acerto. “Apesar da fama e do prestígio do PSV no Brasil, a equipe titular nunca esteve nas terras do samba”, diz a nota, que assegura a presença do time comandado pelo técnico Fred Rutten desde que não ocorra nenhuma eventualidade nas datas pensadas.

A organização do evento pretende contar com três ex-jogadores do PSV e da seleção brasileira: Vampeta, Romário e Ronaldo. A garantia dos dois primeiros passa por detalhes finais. Porém a presença do atacante corintiano ainda é vista como sonho.

“Tudo é possível. Estamos falando de um clube que tem nome, história. Queremos fazer uma festa e levar esses jogadores que fizeram história no clube. Não tem razão para não aceitarem, estamos pensando em oferecer uma placa de homenagem a eles”, afirmou Granada.

Paulo Sérgio, campeão brasileiro pelo Corinthians em 1990, será destacado para tentar convencer o clube a liberar Ronaldo. O principal entrave é o imprevisível calendário da equipe, que encara a Copa Libertadores como objetivo principal no ano de seu centenário.

Mesmo sem todas as garantias, um representante do PSV virá ao Brasil dentro de duas semanas para oficializar o acordo. A chance de jogar no país pela primeira vez agrada os dirigentes holandeses, já que o clube está acostumado a fazer pré-temporada em continentes onde o futebol não tem tanto apelo.

Com informações da Gazeta Esportiva

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: