Polícia

Juiz parabeniza o cantor Tatau por ter se recusado cantar música erotizada

O Juiz de Santo Estevão, Dr. José Brandão Netto, elogiou o atitude do cantor "Tatau", ex-vocalista do Araketu, que se recusou a cantar uma música que algumas bandas vêm executando durante a festa momesca de Salvador-BA.

Para o Juiz, trata-se de melodia erotizada e imprópria para crianças, segundo as regras protetivas previstas nos art. 70, 74, 75 do Estatuto da Criança e do Adolescfente-ECA, afetando-lhes a formação moral.

Juiz anda disse “a população aprovou a atitude do cantor de Tatau, conforme comentários no “Jornal Correio da Bahia”, e ainda cobrou providências do Ministério Público”

O Juiz já tinha emitido decisão restringindo o acesso de menores de 14 anos em uma festa, em novembro de 2009, em sua Comarca, justamente porque a banda tinha como sucessos músicas apelativas, erotizadas, motivo porque passou a denominar tal estilo musical de “pornogode”.

To Top
%d blogueiros gostam disto: