Cultura

Porto Seguro – Começou o Carnaval na cidade do descobrimento

O Carnaval de Porto Seguro, o maior do Brasil, com sete dias de folia, reuniu mais de cem mil pessoas no primeiro dia de festa na Passarela do Álcool.

Os foliões que chegaram mais cedo acompanharam a passagem do bloco das Poderosas. Dentro da corda, muita mulher bonita representando a ala feminina com glamour e belíssimas fantasias. Nesse segundo ano de desfile, com o apoio da Prefeitura, o bloco homenageou Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança, que morreu durante o terremoto no Haiti.  

A primeira atração da noite foi a cantora Cristiane Lima, que entrou na avenida contagiando o povo com muita alegria e interpretações de vários sucessos do axé. Outra atração desse sábado foi a passagem marcante de um dos pioneiros da música baiana: Cid Guerreiro, que passou pelo circuito com novas interpretações de sucessos consagrados, como o “Hila Hila Riê”, que ganhou versão gospel, agradando a multidão que acompanhou o trio.

A atração mais esperada da noite foi a banda Raghatoni, que entrou no circuito puxando o bloco AVIPS. Um mar de gente superlotou a Passarela, num frenesi animado por canções que já conquistaram o Brasil nesse Carnaval.

E quem foi para o Carnaval trabalhar também se divertiu. Dona Maria da Silva, vendedora de bebidas é um exemplo. Quando o Raghatoni passou, ela deixou o isopor no chão e caiu na folia. “Eu gosto deles! Eu vim para trabalhar, mas também para me divertir. Não vou perder a folia”, disse Dona Maria. A última banda a tocar foi a Cia.Kaprixxo, mesclando no repertório vários estilos, como frevo, samba e axé.

Informações do Sul Bahia News

To Top
%d blogueiros gostam disto: