Cultura

Zumbi Walk assombra tarde deste domingo em Curitiba

Nada de plumas e paetês na avenida. Um dos desfiles mais prestigiados do carnaval de Curitiba teve muita maquiagem preta, gaze e sangue de groselha.

A 5.ª edição curitibana da Zombie Walk, que aconteceu neste domingo (14), das 14 às 16 horas, reuniu centenas de zumbis que seguiram pelo calçadão da Rua XV de Novembro, assombrando quem passasse por perto.

Os participantes se concentraram na Boca Maldita e foram andando e grunhindo até as Ruínas São Francisco, no Largo da Ordem, onde várias bandas de rock já estavam a postos para animar não só os morto-vivos, mas também muitos curiosos que se aproximavam do local.

Apesar de não haver um número confirmado de público, já que não é preciso nenhum tipo de inscrição para participar, a organização do evento acredita que cerca de 400 pessoas fizeram parte do desfile, o segundo integrado à programação do Psycho Carnival – festival de rock que acontece há 11 anos em Curitiba – e realizado durante o feriado de carnaval.

A criatividade na hora de elaborar as fantasias foi o ponto alto desta Zombie Walk. Colegiais encharcadas de “sangue” feito de xarope e catchup, noivas, enfermeiras, singelas donas de casa, açougueiros e até um pedreiro recém-saído do caixão faziam parte da turba. A estudante Shin, de 22 anos, não sabia que roupa colocar e foi enrolada em uma toalha. “Fui morta durante o banho e agora voltei para me vingar”, contou.

A primeira banda a se apresentar nas ruínas, perto das 16h30, foi a Radio Cadáver, banda do designer Docca, 35 anos, que também fez parte da organização do evento. “A Zombie Walk desse ano superou as expectativas, foi muito bom”, diz.

Depois da banda de Docca, outras três ainda se apresentariam no Largo da Ordem: Low Fis, Eles Mesmos e Annie & The Malagueta Boys. Os shows são gratuitos e a participação é livre.

Origem

A Zombie Walk é um evento internacional organizado por fãs de filmes de terror que ocorre há cerca de sete anos em diversas cidades do mundo – entre elas São Paulo, Lisboa, São Francisco, Sydney, Montreal, Belo Horizonte, além de Curitiba.

Uma das primeiras Zombie Walks aconteceu em outubro de 2003, em Toronto no Canadá. Apenas seis pessoas participaram. Em agosto de 2005 a primeira Zombie Walk em grande escala aconteceu também na cidade canadense de Vancouver e contou com a participação de 400 “mortos-vivos”. Acredita-se que a primeira Zombie Walk realizada no Brasil tenha sido em Belém, no Pará, em outubro de 2006.

Com informações da Gazeta do Povo

To Top
%d blogueiros gostam disto: