História

Bonecos gigantes desfilam no carnaval de Olinda

Uma das atrações desta terça-feira (16) gorda em Olinda é o desfile dos bonecos gigantes. Cerca de 100 bonecos se encontraram, no início da manhã, no largo do Guadalupe. De lá, eles seguem pelo Largo do Amparo e Ribeira, para a Prefeitura, num desfile animado pelo Maestro Forró e pela Orquestra Popular da Bomba do Hemetério.

O folião Zé do Rádio, que virou boneco gigante há dez anos, não perde um desfile. Este ano, ele mandou confeccionar uma miniatura do seu boneco, em barro, com apenas 20 centímetros de altura. “Vou acompanhar todo o desfile segurando este boneco. Estou muito feliz”, resume.

Zé do Rádio aproveita a folia de Momo para passar a mensagem da importância da doação de órgãos. “Eu sou transplantado (do coração). Sei da importância e quero incentivar a doação cada vez mais”, disse.

Na concentração, dois foliões se destacam na concentração. São os pequenos João Victor, de 6 anos, e Victor, 4. Eles são amigos e vizinhos e foram às ruas carregando estandartes produzidos pelo artesão olindense – e amigo – Lula do Amparo.

Os 820 km que separam Olinda de Fortaleza não são suficientes para afastar o metalúrgico Carlos Antônio da folia na Marim dos Caetés. Pelo terceiro ano consecutivo, o cearense dirige seu Carnabode e o estaciona no Alto da Sé. O carro adaptado com chifres e outras referências ao bode é o ponto de onde Carlos Antônio acompanha o sobe e desce dos blocos.

Com informações do JC Online

To Top
%d blogueiros gostam disto: