Economia

Prefeituras do interior da Bahia reduziram os gastos no Carnaval 2010

A redução do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) acabou por afetar o planejamento das prefeituras de pequeno porte na realização do Carnaval. Em geral, as dificuldades foram superadas com modificações na estrutura das festas.

Ilhéus

A prefeitura de Ilhéus além de não ter contratado atrações de peso, como aconteceu em anos anteriores, reduziu a quantidade de horas da festa. Neste ano, as noites de Carnaval foram encerradas por volta da meia noite.

A prefeitura da cidade de Ilhéus, por sua vez alegou que o contingente insuficiente de Policiais na cidade durante o Carnaval foi a principal causa na redução da festa. O Carnaval de Ilhéus foi qualificado pelo chefe do executivo municipal como “tímido”, devido ao fato da “situação financeira do município não permitir algo maior”.

Jiquiriçá

Em Jiquiriçá, o poder público municipal não apoiou o Carnaval da cidade alegando insuficiência de recursos para promover o evento. A festa ocorreu, sem o brilho dos anos anteriores, sendo promovida pelo comércio local. A situação gerou um esvaziamento no Carnaval local, muitas pessoas foram brincar na cidade de Amargosa, que também fica no Vale do Jiquiriçá

Cândido Sales

Na cidade localizada no sudoeste do estado, Cândido Sales, a prefeitura aproveitou a infraestrutura existente perto do Rio Pardo, e realizou o Carnaporto. Barracas de alimentação e de jogos diversos fizeram parte da infra-estrutura da festa.

Barreiras

Na cidade de Barreiras, região Oeste da Bahia, a estratégia encontrada pelo poder público municipal foi a terceirização da estrutura do evento. As empresas foram selecionadas através de licitação. A empresa vencedora ganhou o direito de administrar parte das barracas de alimentos durante toda a festa.

Por Ramon Gusmão

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: