Meio Ambiente

Brumado vive uma das piores secas dos últimos anos e decreta emergência

O Governo do Estado decretou estado de emergência em quatro cidades baianas, incluindo, dentre elas, o município de Brumado, o qual se vê diante de umas das piores secas dos últimos anos.

A situação vem se agravando muito e a dimensão dos estragos feitos pela forte estiagem na zona rural já preocupam as autoridades municipais.

Com o decreto de Estado de Emergência, Brumado ficará, nos próximos 120 dias, dentro desta categoria, o que fará com que o Estado possa a vir adotar medidas de maior impacto, criando mecanismos que venham suprir a grande carência de abastecimento dos habitantes do interior do município.

O índice pluviométrico do mês de janeiro foi muito abaixo das expectativas e o mês de fevereiro continua da mesma forma, tanto que o Exército vem intensificando as suas ações na distribuição de carros pipas.

A situação na cidade é tranqüila, pois com a finalização da Barragem de Cristalândia, pelo Governo do Estado, o abastecimento está garantido, e com água de qualidade, o que faz com que o terrível espectro de um novo colapso seja totalmente descartado, pelo menos, pelos próximos trinta anos, mas na zona rural, o quadro é completamente o oposto.

A equipe de jornalismo online do AcheiBrumado falou com o secretário municipal de infraestrutura, o engenheiro André Cardoso, que foi bem realista, afirmando que “realmente a situação inspira muitos cuidados. Nesse verão as chuvas estão deixando muito a desejar e os habitantes da zona rural já começam a ficar em desespero, tanto que se a estiagem continuar dessa forma, ficaremos à beira do estado de calamidade na zona rural, mas esperamos que isso não venha acontecer e as chuvas retornem com intensidade, afinal, estamos no período das águas, como o povo costuma a falar por aqui”. 

Ele ainda nos informou que “somente uma região do interior do município foi contemplada com as chuvas que é a Lagoa de São João em Samambaia, somente lá podemos dizer que choveu realmente, nas outras localidades, como já disse a situação começa a se agravar, o que nos deixa muito apreensivos, tanto que a Prefeitura já está se preparando para enfrentar essa possível conjuntura negativa”.

Cardoso ainda citou que “atualmente o Exército está coordenando todo esse trabalho de distribuição de carros pipas, a Prefeitura fornece todo o apoio logístico, tanto que agora os serviços vão ser ampliados. Hoje em dia são 15 carros pipas atuando na operação, mas esse número vai ser ampliado, conforme a crise vai aumentando”.

Informações do AcheiBrumado

To Top
%d blogueiros gostam disto: