Polícia

Ilhéus: Fraude com histórico escolar pode ser maior

Estudantes que estão cursando o ensino superior em Minas Gerais e São Paulo também podem ter conseguido históricos escolares falsos do Colégio Estadual de Ilhéus.

Dois alunos de uma faculdade mineira são suspeitos de envolvimento no esquema. Outro estudante está cursando o ensino superior em São Paulo.

Na quinta-feira, a delegada Andréa Oliveira ouviu a estudante do curso de Direito A.B.S, sobre o esquema. Ela confessou que pagou R$ 500 pelo histórico do curso técnico de Administração.

O documento falso saiu como se a acusada tivesse concluído o curso em 2004 no Colégio Estadual de Ilhéus. Porém, o curso foi extinto em 1998. Quem vendeu os documentos falsificados foi uma ex-funcionária da instituição.

Ela acabou demitida por justa causa e está sendo procurada pela polícia para interrogá-la. Existem suspeitas de que pelo menos 12 históricos foram falsificados para que estudantes entrassem em cursos superiores em vários estados.

A polícia já ouviu doze pessoas, entre testemunhas e suspeitos de envolvimento no esquema.

Informações do A Região

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: