Polícia

Caso Lucas Terra: Galiza e pastores ficam frente a frente em acareação

O pastor Sílvio Galiza, que está preso pelo assassinato há nove anos do adolescente Lucas Terra, nesta quinta (25 voltou a culpar outros dois pastores de envolvimento no crime.

Pela primeira vez, Galiza e os pastores Fernando Aparecido e Joel Miranda ficaram frente a frente durante uma acareação no fórum Rui Barbosa, no bairro de Nazaré, em Salvador.

Segundo informações da TV Bahia, Galiza disse também que Lucas foi morto por ter presenciado os pastores Fernando e Joel mantendo relações sexuais. Os dois respondem ao processo em liberdade. O adolescente Lucas Terra, de 14 anos, foi assassinado em março de 2001.

Ele foi violentado sexualmente e queimado vivo. O corpo do adolescente foi encontrado em um terreno abandonado na Avenida Vasco da Gama. Mesmo tento sido indenizados pela Igreja Universal, os familiares do adolescente pedem a punição dos culpados.

Com informações do Correio Online

To Top
%d blogueiros gostam disto: