Polícia

Imprensa desrespeitada em Coletiva da SSP em Vitória da Conquista

Mudando prioridades, cúpula da secretaria cumpre outros compromissos e faz imprensa local esperar por quase duas hora em sala.

Nada pior do que esperar. Mas esperar desde que seja por um motivo justo e justificável. Porém, “ficar de molho” duas horas para uma coletiva de pouco mais de 20 minutos e muitos sem a oportunidade de fazer perguntas devido ao tempo é desrespeitar.

Foi isso que aconteceu na manhã desta quarta-feira (24) em Vitória da Conquista na coletiva dos membros da Secretaria de Segurança Pública (SSP) da Bahia.

Com pouco mais de 30 minutos de atraso, foi dito que os membros da SSP inverteram a ordem dos trabalhos e teve preferência em ir até o local onde um projétil foi encontrado na Lagoa das Flores, distante 10 km aproximadamente da sede do município.

Posteriormente, a cúpula preferiu acompanhar de perto as testemunhas que foram até o Distrito Integrado de Segurança Pública (DISEP) para fazer o possível reconhecimento de policiais militares, como assim foi feito, mas que sem suas presenças não influenciaria em nada sobre o assunto.

Por fim, próximo das 13h, foi que a coletiva com a imprensa começou. Ou seja, praticamente duas horas após o horário marcado. Desta forma, não há desculpas que tenham para a inversão das prioridades, principalmente por que o andamento dos trabalhos feitos por peritos já vinham ocorrendo.

Informações do Tribuna da Conquista

To Top
%d blogueiros gostam disto: