Política

Itamaraju – Votação do processo que pede cassação de Frei Dilson é adiada

A votação do processo que pede a cassação definitiva do mandato do prefeito de Itamaraju, Dílson Batista Santiago (PT) e do seu vice Pedro da Campineira (PHS), foi adiada. A sessão no pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aconteceu no final da tarde desta quarta-feira (24).

O adiamento da votação se fez necessário, pois o juiz revisor do processo, Maurício Vasconcelos, alegou foro íntimo por já ter advogado no passado para o então prefeito de Itamaraju, Tassizo Carletto.

Ainda não se sabe ao certo em quanto tempo o TRE sorteará um novo revisor, mas a expectativa é que isso aconteça em 20 dias.

O processo que pede a cassação do mandato eletivo do prefeito Dílson Santiago e Pedro da Campineira foi movido pela coligação “A hora e a vez de Itamaraju, encabeçada por Marizete Carletto (PSL) nas eleições municipais de 2008.

Entenda o processo

O prefeito Dílson Batista Santiago foi cassado do cargo no dia 14 de maio de 2009, em decisão proferida pela então juíza de Itamaraju, Jeine Vieira Guimarães, que acatou ação movida pela coligação “A hora e a vez de Itamaraju”, encabeçada por Marizete Carletto (PSL), segunda colocada no pleito eleitoral, que acusou o prefeito de praticar irregularidades nas eleições de 2008, incluindo transporte ilegal de eleitores. Todos os ônibus de linhas regulares da cidade foram liberados para o transporte de eleitores.

Como forma de permanecer no cargo, Dílson Santiago recorreu do TRE onde conseguiu uma liminar. Agora com o julgamento do processo, que deve acontecer em 20 dias, independentemente da decisão, só restará a instância maior do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para as duas partes.

Se Dilson Santiago perder no TRE, caem ele e o seu vice Pedro da Campineira (PHS), que teriam de deixar os seus cargos para recorrer à Brasília. Se sairem vitoriosos, os dois permanecem no comando do executivo do município, cabendo a Santiago a decisão de permanecer prefeito ou entregar o cargo para o vice e disputar uma vaga na Assembléia Legislativa, como vem afirmando ultimamente.

Com informações do Teixeira News

To Top
%d blogueiros gostam disto: