Meio Ambiente

Especial – Wagner inaugura passarela no Sudoeste em grande festa do PP

O governador Jaques Wagner (PT) e o secretário estadual de Infraestrutura João Leão inauguraram na noite deste sábado uma importante passarela que liga os municípios de Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe, localizados na região sudoeste, a 900 km de Salvador.

O evento, que aconteceu nas duas cidades, foi acompanhado por um grande público e contou com as presenças de 21 prefeitos, vários deputados federais e estaduais, além de vereadores e lideranças da região.

Antes de chegar a Santa Maria da Vitória, o avião do governador Jaques Wagner, que havia decolado em Salvador por volta das 15h, teve que aterrissar em Bom Jesus da Lapa por causa do mau tempo. Diante da situação, o prefeito deste município, Roberto Maia (PMDB), cedeu um carro para que o governador e sua comitiva seguissem viagem para Santana Maria da Vitória, num percurso de cerca de 100 km.

A solenidade começou por volta das 20 horas. Além do governador Jaques Wagner, falaram também o prefeito de Santa Maria, Padre Amário (PT) e o secretario estadual João Leão, responsável pela execução da obra. Em seu discurso Wagner revelou a importância da passarela para a população dos dois municípios e parabenizou o secretário João Leão pela emenda encaminhada à Câmara quando ainda era deputado federal e agora à frente da secretaria de Infraestrutura. “A passarela além de ter muita serventia, é linda. Eu mesmo nunca vi uma tão bonita em toda a Bahia, por isso vai aumentar e muito a auto-estima da população aqui da região”, declarou Wagner.

O secretario João Leão (PP) disse que a obra representava um marco histórico para os dois municípios e região. Para ele, além de proporcionar bem estar para a população, “a passarela também vai servir para alavancar o turismo na região”. Aniversariante do dia e bastante homenageado nas duas cidades, Leão recebeu o título de cidadão de Santa Maria da Vitória, que retribuiu com entusiasmo. “Hoje é um dia para entrar para a história. Com esta obra eu me sinto realizado. É o céu”, disse, revelando as dificuldades enfrentadas para que a passarela fosse liberada, deparando-se, inclusive, com a resistência de um ex-prefeito de São Félix do Coribe por interesses políticos.

Cartão Postal

O secretário estadual de Infraestrutura explicou também os benefícios do equipamento para os habitantes da região. “A obra é um cartão postal e vai incluir Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe no roteiro turístico da Bahia. Além disso, os aposentados e pensionistas, que antes tinham que percorrer 5,5 quilômetros para chegar à sede da Previdência e ao banco, que ficam um de cada lado, e buscar seu benefício, agora só precisarão atravessar a passarela”, disse João Leão. “Esta obra dignifica a classe política”, reforçou o deputado federal Mário Negromonte, um dos grandes líderes do PP baiano, que esteve em peso no evento.

Depois de darem a obra como inaugurada em Santa Maria da Vitória, a comitiva atravessou a passarela a pé, se deslocando para a cidade de São Félix do Coribe. Neste município, os mesmos pronunciamentos se sucederam, apenas com a participação do prefeito da cidade, Helvio Estrela. Como em Santa Maria, os moradores do município também festejaram a chegada do equipamento urbano.

A passarela, com 109 metros de comprimento, foi erguida sobre o rio Corrente, afluente do São Francisco. A obra foi realizada com recursos totais de R$7 milhões, sendo cerca de R$ 415 mil do Estado e o restante do Ministério das Cidades. A iluminação cênica é de responsabilidade do Estado, por meio da Seinfra. Foram gerados 180 empregos diretos durante a sua construção, que tem cerca de 460 toneladas e beneficia uma população de mais de 50 mil pessoas da região. A obra foi executada pela Pampulha Engenharia, e contou com a supervisão do 4º Batalhão de Engenharia de Construção, sediado em Barreiras.

Nas duas cidades Wagner ainda anunciou outras obras, como a entrega de viaturas para a Policia Civil, títulos de terras para agricultores, recuperação da estrada de Bom Jesus da Lapa para São Félix do Coribe e Santa Maria da Vitória, além da inauguração de sistemas de abastecimento de água nas localidades de Capim Grosso e Quati e autorização para a instalação de luz elétrica para 630 pessoas de Santa Maria através do programa Luz para Todos.

Festa do PP

 

O evento de inauguração da passarela entre as duas cidades do sudoeste acabou se transformando numa grande festa do Partido Progressista (PP), que compareceu em peso com as suas lideranças nacionais, estaduais e regionais. Responsável pela liberação e construção da passarela inaugurada durante a noite do sábado, o secretário João Leão, uma das expressões do partido, esteve radiante. Além de receber o titulo de cidadão de Santa Maria da Vitória, Leão ganhou uma mini estátua em São Félix do Coribe. “Aqui ele panha quase todos os votos. Nas duas cidades, ele vai dar um banho no deputado José Rocha”, disse um aliado, provocando o deputado do PR, que é ligado ao senador César Borges.

O mesmo contentamento era visto no deputado federal Mário Negromonte, um dos arquitetos da aliança do PP com o governador Jaques Wagner. Ao lado de João Leão ele comandava a festa e aproveitava para apresentar o seu filho, Mário Negromonte Júnior, que vai disputar uma vaga para a Assembleia Legislativa. Enfim, todos os deputados federais e estaduais e diversos prefeitos do partido de diferentes regiões do estado estavam presentes. “Tem que vir prestigiar, né?”, disse sorridente o deputado estadual Luiz Augusto, que tem base em Guanambi.

Além de receber um bom público e a presença do governador Jaques Wagner e dos dois prefeitos dos municípios beneficiados, o evento contou também com a participação dos deputados federais Maria Negromonte e Jairo Carneiro (PP), Zezeu Ribeiro (PT), os estaduais Luiz Argolo, Luiz Augusto, Aderbal Caldas e Ronaldo Carletto (PP), Marcelo Nilo e Paulo Câmara (PDT), Professor Valdeci (PT), os secretários estaduais João Leão (Infraestrutura) e Roberto Muniz (Agricultura), e prefeitos como Jusmari Oliveira (Barreiras), Rilza Valentin (São Francisco do Conde), Maria Quitéria (Cardeal da Silva), Izaque Junior (São Domingos), Renato Costa (Conceição do Coité), Carroça (Rio Real), dentre outros. 

Jantar e política

Depois da inauguração, o governador Jaques Wagner participou de um jantar em comemoração ao aniversário do secretário João Leão num restaurante da cidade de Santa Maria da Vitória, quando falou sobre política com exclusividade para os jornalistas Evandro Matos e Levi Vasconcelos. Wagner reafirmou as conversas para a participação do senador César Borges na sua chapa para disputar o governo estadual. O petista revelou que as conversas foram iniciadas durante o lançamento da candidatura da ministra Dilma Rousseff ao Planalto. Ele informou também que hoje iria ligar para o senador do PR visando retomar as conversas.

Sobre as reações do PT, o governador disse que estava levando em consideração, mas entende que em política o importante é somar. “Se eu ganhar com o César, muitos vão me dar parabéns e até dizer que concordavam. Se eu perder sem ele, muitos vão me criticar por não ter aceitado a aliança. Então, é isso. Eu entendo que quem quer ganhar tem que juntar”, explicou Wagner, que voltou a descartar um reatamento de diálogo com o PMDB. “Isso, para mim, é uma questão resolvida. Não é soberba, mas não tem mais como insistir com isso. Eles têm um candidato e nós temos outro e pronto”, disse.

O governador também falou sobre a possibilidade de instalação de uma usina nuclear na Bahia, rebatendo algumas críticas, que considera precipitadas. “Muita gente fala sem ter conhecimento do assunto”, comentou. Em conversas com os governadores Marcelo Deda (PT-SE), Eduardo Campos (PSB-PE) e Teotônio Vilela Filho (PSDB-AL), Wagner disse que sugeriu a instalação da usina numa área de confluência, onde os quatro estados dividiriam responsabilidades e compensações.

Por Evandro Matos – de Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe

To Top
%d blogueiros gostam disto: