Polícia

Porto Seguro- Advogado diz que Edésio Lima vai se entregar “a qualquer hora”

O secretário-geral do PSB baiano e titular da Secretaria de Comunicação e Governo de Porto Seguro, Edésio Lima, deverá se entregar nas próximas horas, garante o advogado Gutemberg Duarte, em entrevista ao site Radar64.

Edésio é acusado de mandar matar os professores Elisney Pereira e Álvaro Henrique, em setembro do ano passado. A prisão preventiva do secretário, de três policiais e mais um homem foi decretada no dia 9 de fevereiro, pelo juiz Roberto Freitas Júnior, da Vara Crime.

O advogado do acusado disse que Edésio “não está foragido”, mas apenas em viagem. Quando retornar a Porto, assegurou, se apresentará à polícia. Gutemberg Duarte considerou a preventiva uma medida extrema. Edésio, no entanto, é acusado das mortes dos professores – que eram lideranças sindicais em Porto – e também é suspeito da morte do próprio motorista, Antônio dos Santos, 21 anos, peça-chave no esclarecimento dos crimes contra os professores.

O secretário é acusado de tramar uma emboscada para os professores, que lideravam uma greve de quase 30 dias em Porto Seguro, em setembro. Homens, supostamente os policiais que se entregaram nesta segunda, invadiram a casa da mãe de Álvaro Henrique e forçaram a senhora a afirmar ao filho, por telefone, que estava passando mal e necessitando de socorro urgente.

Quando o filho e o Elisney chegaram ao local, foram efetuados os disparos que provocaram a morte instantânea de Elisney. Álvaro morreu dias depois, no Hospital São Rafael, em Salvador. De acordo com as últimas informações colhidas, é tenso o clima na Prefeitura.

Edésio foi secretário municipal em Itabela, é tido como o braço-direito do prefeito Gilberto Abade e foi vereador de Euclides da Cunha entre 1989 e 1992. Atualmente, também é secretário-geral do PSB da Bahia.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: