Política

Executiva Estadual do PSB emite nota sobre o “Caso de Porto Seguro”

Diante da repercussão dos fatos, a Executiva Estadual do PSB soltou uma nota no inicio desta quinta-feira (04) à noite livrando o partido de qualquer suspeita sobre o episódio em que o seu secretário-geral, Edésio Lima, é acusado de mandar assassinar professores e sindicalistas em Porto Seguro. Veja e nota:

A Comissão Estadual do PSB da Bahia manifesta, de público, sua recusa em qualquer conivência com qualquer tipo de crime contra a vida e contra o patrimônio público. Solidariza-se com a sociedade baiana para a completa apuração dos fatos e das responsabilidades relativas ao episódio do assassinato dos professores Elisney Pereira e Álvaro Henrique em Porto Seguro.

A decretação da prisão preventiva do então Secretário de Governo de Porto Seguro, Edésio Lima, membro da direção de nosso partido, solicitada pelo Ministério Público antes mesmo da conclusão do inquérito policial em curso, surpreendeu tanto o PSB como a todos que conhecem a pessoa e a trajetória política de Edésio.

Como vereador, dirigente partidário, assessor parlamentar, coordenador de campanhas políticas, inclusive a do Prefeito Gilberto Abade, Edésio Lima nunca apresentou nessas funções qualquer vinculação com atividades criminosas de qualquer natureza, tendo em todo esse tempo gozado da confiança e da estima de seus companheiros .

Repudiando toda e qualquer manipulação política em torno do episódio, o PSB confia na decisão final da Justiça e na eficiência da apuração dos fatos pelo inquérito policial em curso, da forma mais completa e profunda para responsabilizar e punir com o rigor da lei os verdadeiros culpados, sejam eles quem forem.

Assessoria de Imprensa

To Top
%d blogueiros gostam disto: