Política

Caso Porto Seguro-Em Salvador, Edésio diz que é alvo de perseguição política

O ex-secretário de Governo e Comunicação de Porto Seguro, Edésio Lima, continua preso na carceragem da Polinter, em Salvador, à disposição da justiça.

Em entrevista ao jornal A Tarde, ele garantiu que não mandou matar dois professores – presidente e diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Educação de Porto Seguro.

O ex-secretário, que teve sua exoneração publicada no Diário Oficial, diz que está sendo alvo de perseguição política. O seu advogado, Mauricio Vasconcelos, declarou que as únicas provas que tem contra ele são só depoimentos de dois traficantes.

Informações do Jornal Radar64

To Top
%d blogueiros gostam disto: