Polícia

MPF pede exame pericial de cacique Babau

O exame foi solicitado para a constatação de eventuais lesões corporais que o líder indígena tenha sofrido.

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) solicitou à Superintendência Regional da Polícia Federal (PF) que submeta Rosivaldo Ferreira da Silva, mais conhecido como cacique Babau, a exame pericial para a constatação de eventuais lesões corporais sofridas pelo líder indígena. O MPF fixou prazo de 48 horas para que a PF encaminhe o laudo.

Documento elaborado pela analista pericial em Antropologia do MPF, após realização de uma visita ao índio, ontem (11), na Superintendência da PF, descreveu o estado físico e psicológico do cacique. De acordo com o documento, Rosivaldo Ferreira da Silva estava mancando, com o olho direito inchado e parecia muito machucado. Além disso, tinha o semblante abatido e as mãos algemadas à frente do corpo. Para a antropóloga, o cacique relatou que estava sofrendo de fortes dores no quadril e que até aquele momento não havia sido medicado.

O Rosivaldo Ferreira da Silva foi preso por agentes da Polícia Federal na madrugada da quarta-feira (10) no município de Buerarema, a 450 Km de Salvador e, posteriormente, conduzido à Superintendência da Polícia Federal na capital baiana.

Ascom/Procuradoria

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: