Polícia

Grupo de jovens que fez sequestro já está preso em Juazeiro

Motivado por vingança, a adolescente B. R. R, 17, promoveu junto a outra adolescente e mais dois jovens um sequestro do garoto G.P. que se realizou na noite da ultima quarta-feira (10) por volta das 8h no bairro Country Club em Juazeiro. A vítima, G.P. de 12 anos, serviu de peça para a extorsão a um empresário da cidade.

De acordo com Bárbara, que prestou depoimento na quinta-feira (11), o crime foi motivado por um antigo relacionamento com o pai da vítima. Ela afirma que se envolveu com o empresário há alguns anos e por ela não está se sentindo satisfeita com a quantia que ele estava, supostamente, lhe pagando mensalmente, decidiu pelo sequestro, onde estava pedindo R$ 25 mil, que por sua vez seria dividido entre os quatros participantes efetivos da ação. Segundo a polícia, o pai negou o caso com a garota.

“Essa história está sendo apurada, na noite de quarta-feira quando encontramos a vítima, o pai dela negou envolvimento com a mandante do crime”, afirmou o delegado Flávio Mantis. O pai do garoto foi ouvido ainda ontem durante a manhã.

Como parte do planejado, na manhã do mesmo dia a outra adolescente M. N. F. dos S, 14, esteve no colégio da vítima, onde se apresentou a ele como irmão de um de seus amigos e assim conseguiu o horário em que o garoto saia para jogar futebol. Por volta das 8h ele foi abordado pelo grupo e levado em um táxi para o cativeiro no bairro João XXIII.

O motorista do táxi suspeitou do movimento ao ouvir a vítima pedir por sua libertação e após deixá-los no local pedido, foi à delegacia onde prestou depoimento. Pouco após o pai do adolescente também entrou em contato com a polícia avisando do sequestro e do pedido de resgate. “Assim que checamos as duas informações, do pai e do taxista, saímos à busca dos envolvidos, até meia noite já tínhamos prendido todos”, explica o delegado da delegacia de furtos e roubos Nélio Ferreira.

Ao todo cinco pessoas estão presas, além de B. e M, Lenildo da Silva Lima, 23; Carla Feitosa da Conceição, 22 e Lucilene de Souza Silva, 28, que será indiciada como participante no crime por ceder sua casa como cativeiro. Segundo a polícia nenhum deles tem passagem pela polícia.

Após estourar o cativeiro a vítima foi ouvida e entregue a família, os envolvidos no sequestro estão presos; as duas adolescentes serão indiciadas pelo Ministério Público e encaminhadas ao internato para menores. Os outros envolvidos também serão indiciados e ficaram à disposição da Justiça.

To Top
%d blogueiros gostam disto: