Polícia

Vereda – Traficante preso tinha o hábito de tirar fotos com dinheiro no corpo

Um dos três traficantes que foram presos com 60 pedras de crack no dia 11/02, na cidade de Vereda, tem o hábito de apareceu em fotografias fazendo pose ao lado de dinheiro.

Charles de Jesus Santos, 20 anos, que gosta mesmo de ser chamado de Braw (com “W”, como ele mesmo sugeriu a grafia), aparece em várias fotos, geralmente ao lado de notas de 50 e 100 reais. Ele espalha as notas na cama, no piso ou no próprio corpo e faz pose pra algum amigo fotografá-lo.

Quando mais jovem Braw teve parte das duas pernas e uma das mãos amputadas, em razão de ter sido vítima de queimadura. Com isso, ele recebe mensalmente um benefício do Governo Federal. Mas, mesmo não sendo arrimo de família ele acha que os R$ 510 do governo são muito pouco para a sua sobrevivência e completa os ganhos com a venda de pedrinhas de crack.

No momento da prisão de Elenilson Lima Maciel, 28, o Babão, e do sobrinho dele, Fábio Júnior da Silva Maciel, 21, Braw estava na casa, onde funcionava a boca de fumo, na rua Deputado José Carlos Araújo, no centro da cidade.

De acordo com a polícia, eles se preparavam para embalar e comercializar a droga.
Braw foi indiciado no artigo 35, da Lei 11.343/2006 (associação para o tráfico) e se encontra preso à disposição da Justiça

Com informações do Teixeira News

To Top
%d blogueiros gostam disto: