Saúde

Feira de Santana – Vítima de hanseníase teve acompanhamento

A descontinuidade do tratamento de hanseníase por conta própria pode trazer sérios riscos ao paciente, inclusive à sua vida.

Num caso recente ocorrido na noite de terça-feira (16), o paciente José de Jesus, morador do bairro Rua Nova, não resistiu ao diagnóstico avançado, com feridas infectadas por todo corpo e lesões ulceradas, e foi a óbito.

O paciente ainda procurou a policlínica do bairro Rua Nova, às 19h30, onde recebeu todo o primeiro atendimento pela enfermeira e médico plantonista, e as feridas foram cuidadas para trazer conforto e minimizar as dores. Mas foi preciso encaminhá-lo ao Hospital Geral Clériston Andrade, quando ele estava acompanhado por uma técnica de enfermagem e o seu filho.

Na unidade, o paciente não foi internado e o plantonista o encaminhou novamente para a policlínica, conforme a diretora de Gestão da Rede Própria, Gilberte Lucas, com a justificativa de que o Hospital Geral Clériston Andrade estava lotado. O paciente ainda foi encaminhado para o Hospital D. Pedro de Alcântara, mas também não foi aceito nessa unidade.

Com isso, foi preciso retornar com José de Jesus à policlínica. “Ele já voltou num quadro com desconforto respiratório, levando a uma parada. O médico tentou uma reanimação do paciente, mas infelizmente ele foi a óbito”, relata Gilberte Lucas, acrescentando que “foi feito tudo que era possível na policlínica”.

Gilberte Lucas solicitou que a equipe da Divisão de Vigilância Epidemiológica visite a residência dos familiares imediatamente, junto com a enfermeira e assistente social, para acompanharem os moradores.

Ascom/Prefeitura

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: