Polícia

Idosa diz que vendia crack para sustentar os 20 netos

A anciã Laudelina Maciel de Jesus, 77 anos, foi presa na noite de quarta-feira (17) com 100 pedras de crack no bolso. Dona Zinha, como é conhecida, atuava como traficante em Saramandaia, no bairro de Pernambués, em Salvador.

Ela disse aos policiais que atua no tráfico porque  precisa sustentar quatro filhos, 20 netos e reformar a casa. “Eu disse na festa do meu aniversário, terça-feira: muita alegria é sinal de que vem tristeza por aí. Não deu outra. Comemorei 77 anos na terça- feira e fui presa na quarta. Não deu”, admite dona Zinha.

Outros integrantes da família também foram parar atrás das grades: a filha dela, Lucigleide Maciel de Jesus, 29 anos, o sobrinho André dos Santos Maciel, 31, o também sobrinho Adailton Oliveira Santos, 28, que já responde por tráfico de drogas, e o namorado de uma das netas, Douglas Silva dos Santos, 19. 

Zinha declarou estar arrependida, mas nem tanto, por ter pedido sua vaga no mundo do crime. “Eu acho que não vale a pena porque não trabalho para mim. Se os 20 gramas de pedra inteira chegassem para eu cortar, embalar e dar preço, seria mais vantajoso. Ganharia mais”, explica a idosa, que ganha entre R$20 e R$40 por cada carga de 60 pedras vendidas.

Informações do Correio

To Top
%d blogueiros gostam disto: