Política

Zé Ronaldo pode concorrer ao senado

Estratégia da oposição na Bahia pode apostar na candidatura do ex-prefeito de Feira de Santana. Imbassahy seria o outro nome.

A marcação cerrada do DEM sobre ACM Jr. e o filho não cresce à toa. Pesquisas que os democratas fizeram para avaliar seu poder de fogo nos Estados colocariam o senador com uma média de 30% das intenções de voto para o Senado, um número historicamente atribuído ao carlismo e muito próximo do que embala hoje a candidatura do senador César Borges, do PR. “Não podemos perder ACM Jr. no Senado”, disse um cacique do DEM. Na cabeça de ACM Neto, uma outra alternativa é pensada para a legenda na Bahia para a hipótese de o republicano Borges realmente pular para a canoa de Jaques Wagner (PT).

Ela se constituiria numa chapa formada por Souto ao governo, o ex-governador Nilo Coelho a vice, e dois ex-prefeitos ao Senado. Um deles seria o democrata José Ronaldo, considerado uma celebridade na região de Feira de Santana, cidade que dirigiu por oito anos.

O outro, o ex-prefeito de Salvador Antonio Imbassahy, presidente regional do PSDB, que, entretanto, está refratário à ideia de concorrer mais uma vez a uma eleição majoritária, depois de ter perdido o Senado para João Durval (PDT), em 2006 e a Prefeitura para João Henrique em 2008.

Informações da Tribuna da Bahia

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: