Política

Wagner diz que riqueza do pré-sal deve beneficiar os estados mais pobres

O governador defende a tese de que devem ser distribuídos de acordo com a população e a riqueza ou a pobreza de cada estado, medidas pelo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Wagner acredita que São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo estão errados porque querem ficar com a maior parte dessa riqueza. “Eu não vejo porque, já que o petróleo foi descoberto por uma empresa que pertence a todos os brasileiros”, argumenta.

Segundo ele, o petróleo está afastado da costa e, portanto, não implica em nenhum prejuízo ambiental. “Minha posição é essa desde o começo: uma distribuição que seja justa para todo o povo brasileiro e não apenas para três estados. Agora tem essa discussão sendo feita no Senado e eu espero que o bom senso prevaleça de tal forma que a gente possa ter essa riqueza fazendo bem para todos os brasileiros”. Os comentários foram feitos durante o programa oficial Conversa com o Governador.

Lula na Bahia

Na edição, Wagner lembrou, mais uma vez, que o presidente Lula vai estar na Bahia na sexta-feira (26), no eixo Itabuna-Ilhéus, inaugurando o Gasene, gasoduto que vai trazer gás natural do Sul do país até Catu e interligar toda a Bahia e todo o Nordeste. Na ocasião, o presidente também vai assinar o edital de licitação da ferrovia Oeste-Leste, que finalmente começa a virar uma realidade.

“Para nós, é motivo de alegria mais uma vez receber esse campeão de popularidade no Brasil e no exterior. Esse amigo pessoal, esse amigo do povo baiano, trazendo mais obras, mais emprego, e mais desenvolvimento”, afirmou Wagner.

Com informações da Agecom

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: