Polícia

Feira – Polícia estoura laboratório de crack e cocaína em apartamento

Policiais civis da Coordenadoria e das delegacias de Tóxicos Entorpecentes (DTE), Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e 1ª e 2ª Delegacias estouraram um laboratório de cocaína e crack localizado em um apartamento de um condomínio residencial, localizado no bairro Queimadinha, Feira.

Foram presos Roberlei Fagundes Aleixo, 54 anos, Rafael Mascarenhas Alexo, 25 anos, Gilvande Moreno de Azevedo Junior e Cristiano Alves Souza.

No apartamento alugado por Rafael, os investigadores encontraram mais de quatro quilos de cocaína e crack, além de diversas garrafas de éter e vários recipientes com ácido bórico – ambas as substâncias são usadas para misturar as drogas. Também no apartamento foram encontradas 6 balanças de precisão, 50 munições de calibre 9 mm e três veículos.

De acordo com a investigação, os acusados alugavam imóveis dentro de condomínio fechado para driblar a polícia. O apartamento era usado como laboratório, onde as drogas (cocaína e crack) eram produzidas. Segundo informações policiais, eles passavam apenas seis meses nos imóveis alugados, para não chamar atenção de vizinhos com a movimentação do pessoal que ia apanhar as drogas.

Ainda segundo as investigações, toda droga fabricada era passada para traficantes de diversos bairros de Feira de Santana e também para outras cidades, que constam nas investigações. De acordo com a polícia, toda droga encontrada no apartamento de Rafael está avaliada em torno 100 mil reais, devido à grande quantidade de papelotes encontrada pronta para a venda, além de pedras soltas de cocaína e crack.

O delegado Alexandre Narita afirmou que estava investigando a quadrilha há mais de seis meses. “Quando descobrimos o local do fabrico e alguns pontos de vendas, solicitamos à Justiça um mandado de buscas e apreensão e as prisões dos envolvidos. A Justiça nos ouviu e, no final da manhã de quarta-feira, conseguimos estourar o fabrico, apreender toda essa droga e tirar quatro traficantes de circulação”, afirmou.

As informações são da Folha do Estado

To Top
%d blogueiros gostam disto: