Esporte

Família do goleiro Bruno passa por dificuldades no interior da Bahia

Com a certidão de nascimento e fotografias de Bruno nas mãos, a avó do goleiro revela ter vida nada glamourosa.

Diferentemente de muitos parentes de jogadores de futebol, Luceli Alves de Souza, de 65 anos, vive de forma simples na pacata Alcobaça, cidade ao sul da Bahia. Mais que isso, é ela quem sustenta a mãe, dois irmãos e um tio do atleta – além de três rottweilers (Duque, Neli e Bob), um pitbull (Alanis) e um cachorro vira-lata (Trancinha).

Professora de Ciências Sociais e analista administrativa, Luceli admite que o dinheiro da aposentadoria mal dá para pagar as contas. Por isso, Sandra Cássia Souza de Oliveira Santos, mãe do goleiro Bruno, recebe R$ 102 de Bolsa Escola do governo federal. Ela está desempregada e tem dois filhos matriculados em uma escola pública de Alcobaça. Dessa forma, Pedro, de 11 anos, e Luis Alberto, de 13, acabam ajudando no sustento da família.

Apesar de ser dócil com os filhos, Dona Luceli diz que Bruno só socorreu financeiramente a mãe dele uma vez. Mágoa à parte, Sandra o deixou, aos dois anos, com a avó paterna para viver com o falecido pai do goleiro no Piauí.

“Ele pagou uma cirurgia de coração no valor de R$ 2 mil para a Sandra. Não deu nada mais que isso de dinheiro. O Bruno prometeu que ia comprar um apartamento para mim em Belo Horizonte, mas depois a coisa esfriou. Não é muito de nos ajudar. Ligava às vezes, falava comigo e com os irmãos dele, só que nos encontramos poucas vezes pessoalmente”, afirmou.

Dona Luceli lamenta o fato de a mãe de Bruno ter que se tratar em hospitais públicos. “A Sandra tem problemas psíquicos. De três a quatro vezes por ano, ela vai para Belo Horizonte fazer tratamento. E é aquela dificuldade para ser atendida pelo SUS”, disse.

Por outro lado, a avó materna está abalada com a prisão do goleiro. Não raro chora pelos cantos da casa. Mas garante que o jogador conseguirá se reerguer na vida. Ela busca forças no maior ídolo do futebol argentino para acreditar na redenção no neto.

“O Maradona conseguiu dar a volta por cima e hoje é técnico da seleção da Argentina”, lembrou.

Informações do Globoesporte.com

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: