Meio Ambiente

Árvore centenária é derrubada em Riachão e causa revolta nos motoboys

Na manhã deste domingo (03), os motoboys que fazem ponto em frente à Câmara Municipal foram surpreendidos com uma novidade desagradável: a algaroba frondosa que servia como sombra na Praça Joaquim Carneiro foi derrubada.

Um senhor que preferiu não se identificar e presta serviço de podas para Prefeitura foi o autor do feito, a arvore foi cortada no “toco” como se diz, e como se vê nas fotos, este fato causou revolta em alguns moradores da praça e nos motoboys:

“E agora onde vamos ficar, sem sombra, somos trabalhadores e agora não temos nem onde ficar mais”. Disse um dos motoboys.

“Estão acabando com as Algarobas da cidade, primeiro foi lá na Landulfo Alves agora esta aqui, outro dia derrubaram a de lá de trás da praça e agora essa, esta Algaroba é antiguíssima, e eu era menina e brincava debaixo dela, devia ter mais de 100 anos, estou triste com isso, as pessoas antigamente e até hoje ficavam aqui em baixo da sombra dela e da outra lá de trás o povo da roça que vem pra feira, quantos namorados já se conheceram aqui debaixo dela”, disse uma moradora, a Dona Antonia, que mora nas redondezas da praça a mais de 50 anos.

A Praça Joaquim Carneiro, centralizada e muito movimentada, fica em frente à Câmara Municipal, serve de ponto de motoboys e de encontros e descansos nos dias de feira livre para a população de zona rural. O autor da poda alega que foi ordem do Prefeito, mas enquanto nossa reportagem estava no local, pessoas ligadas ao Prefeito informaram que ele não sabia do acontecido. Informaram ainda que seria providenciado toldos para os motoboys.

Sendo assim, eles ficaram de formar uma comissão para ir até a casa do Prefeito na manhã desta segunda-feira (04) para reivindicar a instalação dos toldos. Disseram também que, se os toldos não fossem instalados, fariam um protesto.

Detalhe que a vagem produzida pela algaroba serve de alimento para animais como cabras, ovelhas, burros e vacas, por isso muitas pessoas também catam para vendê-la.

Por Alana Adrielle

To Top
%d blogueiros gostam disto: