Economia

Oposição vai entrar com ação no MP contra “reajuste abusivo” da Embasa

O reajuste de 13,64% proposto pela Embasa foi tema dos ataques da oposição ao governo Jaques Wagner (PT), durante a sessão desta segunda-feira (4), no plenário da Assembleia Legislativa.

Os deputados da oposição exigiram que um representante da empresa ou do governo compareça ao Legislativo para explicar o aumento, maior do que o IPCA, índice que mede a inflação oficial.

Além disso, através da liderança do DEM/PRP, comandada pelo deputado Bruno Reis (PRP), a oposição vai entrar com uma representação no Ministério Público da Bahia (MP) e uma ação popular contra o reajuste abusivo.

“O IPCA, que corrige os preços com base na inflação, foi de 5,91% ano passado. Ou seja, o reajuste que o governo quer dar na conta de água é mais que o dobro da inflação de 2010”, afirmou Bruno Reis. Ele lembrou que o reajuste para quem paga a chamada tarifa social de água será de 8,5%, ou seja, também superior à inflação de 2010.

“Até quem recebe Bolsa Família vai ter que pagar um aumento exorbitante. Por isso, dizer que esse governo tem sensibilidade social, que está preocupado com os mais pobres e carentes, não passa de discurso político”, disse Bruno Reis.

“O que o governo quer é que o consumidor pague pelo corte de R$1,1 bilhão feito nos investimentos e no custeio da máquina, que atingiram o plano de expansão da rede de abastecimento. E o consumidor não tem obrigação de pagar por esses cortes, feitos porque se gastou demais ano passado para reeleger Jaques Wagner”, acrescentou o parlamentar.

To Top
%d blogueiros gostam disto: