Polícia

Ilhéus – Índio tenta cobrar pedágio e morre; outro é preso numa ação da PF

Um índio morreu e outro foi preso nesta terça-feira (5) durante uma ação da Polícia Federal, no município de Ilhéus.

Segundo informações da TV Santa Cruz, Nerivaldo Nascimento foi baleado por um policial que participava da ação na Aldeia Guarani Tabatã. Já o índio Stanislaw Luís Cunha, de 37 anos, foi preso acusado de cobrar pedágio ilegalmente em uma estrada da região.

Os policias, que estavam disfarçados, investigavam uma denúncia de que os índios estavam cobrando uma taxa para que os motoristas de caminhão tivessem acesso a um areal na região. Segundo o índio Adenilton Amaral, um dos policiais se passando por motorista teria ameaçado um índio com uma barra de ferro. Ao entrar na discussão, Nerivaldo foi atingido por um tiro.

Para a Fundação Nacional do Índio (Funai), a ação da Polícia Federal foi equivocada, já que em vez de utilizar veículos próprios e agentes devidamente identificados, colocou policiais disfarçados dentro das caçambas. Isso teria induzido os índios a confundirem os policiais com pistoleiros contratados pelo dono do areal.

Ainda segundo a TV Santa Cruz, a delegada-chefe da Polícia Federal de Ilhéus, que não quis falar gravar entrevista, contestou os argumentos da Funai. Ela contou ainda que toda a ação foi gravada em vídeo e que realmente na região estava havendo extorsão.

O coordenador interino da Funai de Ilhéus, que visitou o local do conflito, disse que vai pedir o relatório da operação. Segundo o dono do areal, confusões envolvendo os índios da aldeia já lhe causaram muitos prejuízos. Informações do Correio. 

To Top
%d blogueiros gostam disto: