Esporte

Bahia dá novo vexame e Benazzi caiu; Bahia de Feira ressurge; veja a rodada

Fraco, com dificuldades para criar e concluir, o Bahia sofreu sua segunda derrota seguida pelo Estadual. O algoz da vez foi o Atlético, em Alagoinhas, que venceu pelo placar de 1 a 0.

Com isso, a diretoria do Bahia confirmou na noite deste domingo que o treinador Vagner Benazzi será demitido.

Um chute despretensioso de Boquita, antes dos 10 minutos de jogo foi a jogada de maior impacto do Bahia durante toda a partida. Depois, aos 30 do segundo tempo, Maurício, que entrou no lugar de Camacho, teve oportunidade de marcar, mas jogou por cima do gol do Carcará.

O restante do jogo foi todo do adversário, que chegou a marcar aos 32 da etapa complementar, mas a jogada foi invalidada devido a um impedimento marcado antes do complemento final do atacante Robert. Após o gol anulado a partida ficou parada por 10 minutos com reclamações e agressões por parte do time de Alagoinhas.

E foi o mesmo Robert que sacramentou o triunfo do Atlético. Após cobrança de escanteio a bola passou por cima de Omar que não alcançou. O pequeno Robert estava sozinho na segunda trave para completar de cabeça e dar números finais à partida.

O resultado embolou ainda mais a definição dos classificados do grupo 3 para as semifinais, já que o Bahia de Feira derrotou o Vitória da Conquista e, assim, todos os times chegam a última rodada com chance de classificação. Os jogos acontecem no próximo domingo (17).

A queda de Benazzi

Vágner Benazzi não é mais técnico do Bahia. A informação foi confirmada pelo presidente Marcelo Guimarães Filho, em entrevista a rádio Itapoan FM.

O treinador, que atuou em doze partidas pelo tricolor e sofreu duas derrotas, foi demitido após o péssimo jogo deste domingo, quando perdeu por 1 a 0. “Vamos conversar com Benazzi oficializar a saída. Por enquanto vamos trabalhando com Chiquinho enquanto buscamos um novo nome”, declarou o dirigente.

A imprensa baiana, como sempre, trabalha com o censo comum. “O time não presta”, costumam dizer. Em épocas recentes, esse mesmo discurso fez o Bahia mudar rotineiramente de treinador e dispensar jogadores que brilharam em outros clubes.

Moral de história: como um time formado por “rifugo” de Bahia e Vitória, quando muito, coloca um time com uma folha de quase R$ milhão na roda? Como fez o Bahia de Feira. Como fez o Atlético, neste domingo, como fariam outros clubes, se Benazzi não fosse demitido.  

Boa praça, boa pessoa, mas não teve capacidade de dar um esquema ao time, da fazer os jogadores tocaram a boa, de ter um padrão de jogo. Uma pena, Benazzi. Mas o Bahia merece mais.

Resultado da rodada

Serrano 2 x 3 Vitória (sabado)

Atlético 1 x 0 Bahia

Camaçari 1 x 1 Feirense

Vitória da Conquista 1 x 2 Bahia de Feira

Torneio da Morte

Colo Colo 1 x 0 Ipitanga

Fluminense 1 x 1 Juazeiro

Observação:

Com os resultados da rodada deste domingo, o Fluminense permanece na Primeira Divisão, enquanto o Colo Colo já está rebaixado. Juazeiro e Ipitanga vão aguardar julgamento de um jogador supostamente escalado irregularmente pelo Ipitanga.

Mas há uma especulação de que o Juazeiro também poderia ter escalado um jogador irregular. Neste caso, se confirmados os fatos, a vaga sobraria para o Colo Colo.

Da redação do Interior da Bahia  

To Top
%d blogueiros gostam disto: