Entretenimento

Engenheiro do Paraná chega e Rádio Jacuipe AM volta ao ar; ouvintes se desesperam com falta da emissora

O engenheiro Pedro Zuazo, da empresa OMS Sistemas, de Londrina Paraná, conclui os trabalhos de reparo nos equipamentos da Rádio Jacuipe, que esteve fora do ar durante oito dias. A emissora saiu do ar no domingo, dia 16, e retornou nesta segunda-feira, dia 24

O engenheiro chegou a Riachão do Jacuípe neste domingo (23) por volta das 19 horas. Ele trabalhou durante toda a noite e nesta segunda-feira pela manhã. Depois de muito esforço do engenheiro, que foi auxiliado pelo técnico Jackson Cordeiro, os trabalhos foram concluídos.

Além de problemas no transmissor, Pedro Zuazo fez outras checagens nos equipamentos da emissora. “Agora ficou tudo novinho, como se fosse um equipamento que saiu da fábrica”, explicou Zuazo, que foi o próprio montador do transmissor.

Independentemente da situação do transmissor, que é importado, da Sender, a direção da emissora informou que vai adquirir um equipamento reserva. “Toda emissora precisa ter um transmissor reserva. Nós não temos, mas isso foi uma opção da administração anterior, mas agora vamos resolver isso”, declarou o diretor Evandro Matos.

Clamor

Durante os oito dias em que a rádio ficou fora do ar, as cobranças dos ouvintes pela volta da emissora não paravam. “Olha, eu fiquei impressionado. Quase não podia andar na rua com as pessoas perguntando e lamentando a rádio estar fora do ar. Isso é ruim de um lado, mas mostra a força que ela tem ao mesmo tempo”, disse Nilson Oliveira, narrador esportivo da Jacuípe.

A reação e desespero dos ouvintes pela ausência da emissora no dial também foi impressionante. Alguns se queixavam que o rádio não prestava mais e partiram para comprar outro aparelho; outros trocaram as pilhas, outras mudaram de faixa na tentativa de localizar a emissora.

“Teve um que foi lá no comércio e disse que queria comprar um rádio que ‘pegasse’ a ´Rádio Jacuípe, porque o dele não estava pegando’ mais”, revelou uma vendedora de uma loja em Riachão do Jacuípe, que pediu para não ser identificada, impressionada com a decisão do homem.

“Cadê a rádio? A Jacuípe é minha vida, sem ela eu fico toda perdida”, indagou uma ouvinte após visitar a sede da emissora para saber o que estava acontecendo.

To Top
%d blogueiros gostam disto: