Polícia

Para se vingar da ex-mulher, pai ‘joga’ o carro com os 04 filhos sobre caminhão; caminhoneiro confirma a tragédia

O motorista do caminhão que se envolveu no acidente que deixou um homem de 42 anos e seus quatro filhos mortos, no último sábado (24), contou à Polícia Civil que o condutor Marcos Aurélio Almeida Santos "arremessou" o veículo em que ele estava com as crianças contra a carreta.

“O caminhoneiro disse que em momento algum ele [pai] esboçou reação de tirar o pé, de frear. Ele fez foi acelerar o veículo”, revelou o atual delegado responsável pela investigação, Adriano Pereira Melo, ao site G1 de Goiás.

Para o delegado, o relato do caminhoneiro reforça que a hipótese de que a colisão havia sido planejada por Marcos Aurélio. De acordo com o motorista, que saiu ileso do acidente, ele tentou evitar a colisão e alertar o motorista do automóvel. “Ele afirmou que tentou frear e buzinou. Como a via é de mão simples, ele tentou jogar o veiculo no acostamento e, segundo ele, o motorista seguiu a direção do caminhão, tanto que a colisão ocorreu próximo ao acostamento”, disse o delegado.

Outro indício que confirma a hipótese de suicídio é a ultrapassagem. Segundo informações do caminhoneiro, Marcos Aurélio já havia ultrapassado o carro que seguia na mesma pista quando houve o choque. “Ele já tinha acabado a manobra de ultrapassagem, já podia ter voltado para a pista dele, mas não voltou. Ele quis conduzir no sentido contrário, a intenção era colidir com o caminhão”, afirma o delegado Adriano Pereira Melo.

Acidente
O acidente aconteceu no último sábado (24), minutos depois de a família sair de casa. O carro em que os cinco estavam colidiu frontalmente contra uma carreta. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Santos tentou fazer uma ultrapassagem, mas acabou batendo no veículo de carga. O carro ficou destruído. Todos os ocupantes do veículo morreram no local.

Despedida
Uma carta deixada por Marco Aurélio, após de buscar os quatro filhos – três meninos e uma menina – na casa da família da ex-mulher, tem colaborado para o registro do caso como sendo quatro homicídios e um suicídio. De acordo com o delegado Renato Sampaio, há indícios de que não se trata de um acidente, “já que a carta tem um tom de despedida”, mas as investigações continuam. 

Ainda segundo a polícia, o motorista do automóvel se separou há pouco tempo da mãe das crianças. Na carta, de quatro páginas, Marco Aurélio afirmou que ela não veria mais as crianças. “Samara, espero que quando você estiver lendo essa carta eu e os meus filhos já estejam (sic) bem longe”, diz na primeira frase. “Hoje é um grande dia, para mim e meus filhos. Estaremos buscando um lugar de paz onde não exista humilhação e covardia”.

Caminhoneiro diz que pai não tentou desviar o carro com quatro filhos na BR-070

A Polícia Civil de Goiás informou que entrou em contato com o motorista do caminhão envolvido no grave acidente da BR-070 durante o fim de semana, que terminou com a morte de cinco pessoas, um pai e quatro filhos. Segundo o caminhoneiro, Marcos Aurélio Santos não tentou desviar do caminho e foi com o carro para cima da carreta.

Segundo informações da delegacia de Cocalzinho de Goiás, à frente da investigação desde segunda-feira (26/1), o caminhoneiro disse que tentou ir para o acostamento, mas não conseguiu, e sentiu o momento a batida. Segundo ele, era possível o outro condutor desviar, mas o motorista continuou na contramão.

As falas do caminhoneiro reforçam a hipótese de não ter sido um acidente, já que Marcos Aurélio enviou uma carta à ex-mulher, Samara Alves da Silva, afirmando que aquele dia, 24 de janeiro de 2015, seria o último em que ela “veria os filhos e o marido”.

A mãe de Marcos Aurélio, Eduarda Almeida, 64 anos, reconheceu que o filho cometeu um “erro muito grave”, mas alegou que “ele foi levado a isso”. Segundo ela, ele sofria de depressão e tomava medicamentos controlados para lidar com a separação. “Ele estava muito mal. Sei que errou, e eu estou sentindo muita dor por ter perdido ele e os meus netos, mas ele estava desesperado”, disse.

Marcos Aurélio e Samara romperam o relacionamento após ela acionar duas vezes a Justiça alegando agressões do ex-marido. (Com informações do jornal O Estado de Minas e G1).

To Top
%d blogueiros gostam disto: