Especial

Estudo mostra que crianças confiam mais nos cães do que em seus irmãos

Nesta semana, um estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, descobriu algo surpreendente: crianças costumam ter relações mais próximas com seus bichos do que com irmãos.

Segundo o psiquiatra Matt Cassels, autor da pesquisa, isso acontece porque os animais de estimação dão apoio emocional “sem julgar o que os pequenos estão sentindo”. O trabalho foi conduzido ao longo de dez anos com cem famílias do Reino Unido. Informações sobre o comportamento social, desenvolvimento acadêmico, bem-estar emocional e relações afetivas das crianças foram levadas em conta.

Analisaram-se os dados em comparação com o relacionamento de cada criança com o seu animal de estimação. Ou seja, se a criança fazia confissões e brincadeiras, ou mesmo se discutia, com o pet. As informações coletadas foram comparadas com similares levantadas sobre a relação das crianças com irmãos.

O estudo mostrou que crianças que têm laços fortes com seus bichinhos possuem o que foi considerado um “comportamento social elevado”, principalmente na hora de ajudar amigos, ou se precisavam compartilhar brinquedos com colegas. Descobriu-se ainda que meninas e também crianças donas de cachorros são ainda mais suscetíveis a confiar mais nos bichos do que em irmãos. “Elas se voltam para os animais mesmo sabendo que eles não entendem o que está sendo dito”, contou Cassels.

Para Cassels, os bichos fazem papel de ouvintes das crianças, sendo que o efeito é mais terapêutico, por exemplo, do que escrever os problemas em um diário.

Ele sente ciúmes de você

Um estudo da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos, analisou como 36 cães se comportavam ao ver seu dono interagindo com três objetos: um cachorro de pelúcia, uma abóbora e um livro. A conclusão foi que os animais sentiram mais ciúmes quando a atenção do dono estava no outro cachorro. (Veja).

To Top
%d blogueiros gostam disto: