Justiça

Juiz considera improcedente ação de ex-diretor contra o Bahia

Foi o terceiro 'triunfo' do Bahia na Justiça. Alvo de ações trabalhistas envolvendo ex-diretores do clube, destituídos juntamente com o ex-presidente Marcelo Guimarães Filho, em 2013.

O clube saiu vencedor da primeira batalha judicial envolvendo uma ação protocolada por Tiago Cintra, que ocupou os cargos de vice-presidente financeiro e vice-presidente de esportes amadores.

Na ação, o Esporte Clube Bahia é acusado de não cumprir com as obrigações financeiras quanto ao 13º salário, férias, verbas rescisórias e também o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O juiz da 9ª Vara Trabalhista de Salvador, localizada no Comércio, julgou improcedente os pedidos realizados pelo autor.

No entanto, os advogados do ex-membro da diretoria do Bahia já entraram com recurso para reverter a decisão que, de acordo com o Bahia, foi baseada na possível irregularidade de Tiago Cintra nos cargos.

Ele, assim com o ex-diretor de marketing Sasha Mamede, teria sido promovido ao cargo vice-presidente sem o consentimento do conselho deliberativo, ato que não condiz com o estatuto responsável pelo regimento interno da agremiação. (Informações do Bahia Noticias).

To Top
%d blogueiros gostam disto: