Política

Araci: médico é preso suspeito de aplicar golpe de R$2 milhões

Um médico plantonista do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), de Araci, município localizado na região sisaleira da Bahia, foi preso acusado de ter dado um prejuízo de mais de R$ 2 milhões em Barreiras e região, com o golpe da “Compra Premiada”. A prisão ocorreu na segunda-feira (14), mas só foi divulgada pela Polícia Civil na tarde desta quarta-feira (16).

De acordo com a polícia, o clínico geral Edson Teotônio de Moura Luz criou uma empresa de consórcios de motocicletas, em Barreiras, com atuação nos municípios do entorno, que trazia uma atração a mais, se comparado com outros consórcios: o cliente, de acordo com o regulamento, deixava de pagar as prestações restantes quando fosse sorteado, independente da quantidade de meses que ainda deveriam ser pagas.

Segundo o delegado Rivaldo Luz, coordenador da 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Barreiras), a empresa chegou a entregar motocicletas aos consorciados no começo, mas depois, como não tinha mais condições de arcar com a promessa, deixou de conceder os veículos.

Um mandado de prisão preventiva, solicitado pela Coorpim/Barreiras, e deferido nesta semana, pela Vara Criminal da Comarca, foi cumprido com o apoio de policiais da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Serrinha), na própria clínica em que o médico fazia plantão.

Custodiado na unidade de Serrinha, o médico seria transferido nesta quarta-feira para Barreiras, onde prestará depoimento. O delgado Rivaldo Luz disse que as investigações continuam para identificar e localizar outros integrantes do consórcio.

To Top
%d blogueiros gostam disto: