Política

STF afasta Aécio do Senado e determina recolhimento noturno

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou na noite desta terça-feira (26) o afastamento do senador Aécio Neves do mandato. Por três votos a dois, os ministros da Primeira Turma também negaram a prisão do parlamentar, mas determinaram o “recolhimento domiciliar noturno”. De acordo com o STF, a decisão será cumprida assim que o acórdão for publicado e não cabe recurso.

Os ministros também negaram a prisão do senador, pedida por causa da delação e das gravações da JBS, que mostram que ele recebeu dinheiro por meio do primo Frederico Pacheco. Aécio é acusado de corrupção passiva e obstrução da Justiça.

Segundo a decisão, além de se afastar do exercício parlamentar, o tucano não pode manter contato com outros investigados da Lava-Jato. Isso inclui a irmã dele, Andréa Neves, que chegou a ser presa, mas deixou a Penitenciária Estevão Pinto em junho e passou a cumprir prisão domiciliar.

Aécio também está proibido de se ausentar do país e terá de entregar o passaporte. Votaram pelo afastamento os ministros Luiz Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux. Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes foram contra.

Ultimo a votar, o ministro Fux elogiou a “grandeza” do senador ao se afastar do mandato de presidente do PSDB, mas disse que ele seria mais elogiado se tivesse se despedido do mandato. “Se ele não teve esse gesto de grandeza, nós vamos auxiliá-lo”, disse. (Informações O Estado de Minas).

To Top
%d blogueiros gostam disto: