Esporte

Com gritos de adeus Guto e vaias Bahia só empata com Fluminense

Jogando o mesmo futebol de sempre, desorganizado e previsível, o Esporte Clube Bahia voltou a decepcionar seu torcedor que novamente retribuiu com vaias e gritos de “Adeus Guto!”. Na tarde deste sábado, mesmo jogando com UM jogador a mais durante TODO o segundo tempo, não conseguiu vencer o Fluminense de Feira, no estádio Metropolitano de Pituaçu.

Com um time mesclado e as estreias de Douglas Grolli e Kayke, além de Allione, o Esquadrão jogou uma bola murcha, principalmente no 1º tempo que não deu um chute sequer dentro do gol de Deola, ficando apenas no empate em 0 a 0 com o Touro do Sertão.

Com o resultado, o Bahia chegou a 4 pontos de 9 disputados e segue fora do G-4 do Baianão. Agora o Esquadrão dá uma pausa no Campeonato Baiano e, na terça-feira, tem jogo importante pela Copa do Nordeste. Após estrear com derrota para o Botafogo-PB, o tricolor baiano enfrenta o Altos-PI no campo do adversário. Já o Flu de Feira encara o Jequié, dia 4 de fevereiro, no Joia da Princesa, pelo Baianão.

Um 1º tempo horrível e difícil de assistir. Faltou futebol e sobrou momentos de tensão e preocupação, primeiro com a lesão do lateral-direito João Pedro que deixou o campo após sentir a coxa, e pior, o choque cabeça com cabeça do zagueiro Everson (que havia entrado no lugar de João Pedro) com Dinda, meia do Flu. Everson também saiu e deu lugar ao lateral-esquerdo João Pedro Ribeiro. Ou seja, em 25 minutos de bola rolando, foram duas substituições, três jogadores diferentes e duas improvisações na lateral-direita. Que fase!

Em campo, um Bahia desorganizado, errando passes bobos e inofensivo, sem conseguir agredir ou furar o bloqueio adversário. Diga-se, o primeiro e único lance com certo perigo da etapa inicial foi do Flu de Feira, com Daniel exigindo grande defesa de Anderson. Fora isso, nada que se tirasse proveito ou fosse merecedor de aplausos, ao contrário, os jogadores novamente saíram sob vaias da torcida, ainda na bronca com o futebol apresentado nesse início de temporada. O Touro ainda teve um jogador expulso aos 45.

No segundo tempo, o jogo teve uma leve melhora. O Bahia foi ter sua primeira chance clara aos 54 minutos de bola rolando, com Kayke aos 3 minutos, perdendo debaixo das traves. Foi dele as duas melhores chances do Esquadrão na etapa final, nas duas desperdiçou. Mesmo com 10 homens, o Flu de Feira foi aguerrido e se aventurou ao ataque algumas vezes, com perigo, em uma delas obrigou Anderson a fazer outra bela defesa.

O Esquadrão, por sua vez, se arrastando em campo em busca de um gol milagroso que não veio e não viria nem se tivéssemos prorrogação. Ainda teve tempo para o volante Gregore ser expulso no último minuto de jogo. (Informações do Futebol Bahiano).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: