Política

BA: PCdoB nega, mas deve ficar com suplência ao Senado

Aliado fiel do PT, o PCdoB baiano vive vários dilemas antes das eleições de outubro. Oficialmente, o presidente estadual da sigla, Davidson Magalhães, diz que a legenda não desistiu de lutar por uma vaga na chapa majoritária, encabeçada pelo governador Rui Costa (PT), porém, na prática a conversa é outra.

Com Lídice da Mata (PSB) e Angelo Coronel (PSD) brigando pela vaga restante ao Senado, resta ao PCdoB se contentar com uma vaga na suplência. Para piorar, a legenda vive um momento de indefinição interna: vai mesmo conseguir eleger os quatros candidatos a deputado federal? Além de Alice Portugal, Davidson Magalhães e Daniel Almeida, agora quem entrou no páreo foi o ex-prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho.

Nos bastidores, dizem que Alice, Daniel e Isaac não abrem mão de disputar a eleição. Daniel pela votação expressiva das últimas eleições, Isaac pelo capital político que tem na região de Juazeiro, elegendo, inclusive, seu sucessor no comando da cidade. Alice por ser a única mulher na Câmara Federal e pela história na sigla. Com esse cenário mantido, Davidson Magalhães deve mesmo ficar na suplência para o Senado.

Contudo, em conversa, Magalhães projetou um cenário positivo para a sigla no pleito de outubro. “Tivemos uma reunião com o governador e com Jaques Wagner e eles não fecharam a chapa, ainda temos chances. Vamos eleger quatro deputados estaduais e temos chances de fazer os quatro federais. Com a desistência de ACM Neto, há uma grande chance de crescimento da chapa”, disse. (Informações do Bahia.Ba).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: