Polícia

Petrolina: Grupo forja sequestro, Policia cerca e todos são presos; no meio um policial civil

Na última sexta-feira (17), a equipe de investigações da 214 DP, coordenada pelos delegados Daniel Moreira e Gregório Ribeiro, entrou em ação após a comunicação de um sequestro ocorrido na quinta-feira (16), quando indivíduos supostamente armados teriam sequestrado Tathiany Suellen Silva Santos. A partir de então passaram a exigir da família a quantia de R$ 63.000,00 para a liberação da vítima.

A partir dessas informações, foi montada uma operação policial para identificar e prender em flagrante os supostos sequestradores. Após inúmeros contatos telefônicos entre a própria vítima e seu irmão (o pagador do resgate), os sequestradores determinaram que o mesmo se deslocasse até Juazeiro/BA, onde ajustaram o local em que ele entregaria o prêmio do resgate, ocasião em que foi feito o cerco policial e, após o pagamento, resgate e liberação da vítima, os mesmos foram perseguidos pelas equipes policiais e abordados.

Na perseguição, um dos indivíduos sacou uma pistola contra os policiais, mas foi dominado e desarmado. A partir de então passaram a informar às equipes que, na verdade, o sequestro teria sido forjado por Tathiany, que passaria pessoalmente a negociar o pagamento do resgate com sua família, fato comprovado através de mensagens de Whatsapp entre os envolvidos.

Durante a abordagem, foi identificado como um dos sequestradores o policial civil do estado da Bahia, José Flávio Oliveira da Silva, lotado em Juazeiro. Flávio já foi lotado na 16ª COORPIN em Jacobina.

Os acusados foram autuados em flagrante pelo crime de Extorsão Majorada pelo concurso de pessoas: Ayron Maxsuel dos Santos Silva; Israel Alexandre de Barros Silva; José Flávio Oliveira da Silva; e Tathiany Suellen Silva dos Santos.

Foram apreendidos durante a operação uma pistola Taurus PT 100 calibre .40 com quatro carregadores completamente municiados, uma moto Honda Biz e o dinheiro pago como prêmio do resgate. Após a formalização do auto de prisão em flagrante, os presos foram encaminhados para audiência de Custódia do plantão judiciário de Petrolina, onde ficaram à disposição da justiça. (Com informações da PCPE/DINTER 2/ AIS 26/ 214 Delegacia Petrolina).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: