Eleições 2018

Cortejado por outros candidatos, prefeito Kalil decide apoiar Ciro Gomes em Minas Gerais

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), deve declarar nos próximos dias apoio ao ex-ministro e candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT). Segundo interlocutores, depois de uma reunião na última terça-feira em Belo Horizonte, Kalil teria garantido a Ciro que estará ao seu lado na corrida eleitoral. “Eles conversaram e entraram em um acordo bom. Os assessores dos dois estão agora estão colocando em andamento a organização das agendas”, contou uma pessoa que acompanha as negociações.

O prefeito já deixou claro que não vai apoiar nenhum candidato ao governo de Minas nessas eleições. Mas, em relação a disputa nacional, Kalil não havia dado nenhuma sinalização de que ficaria neutro. No fim do ano passado, Kalil recebeu na Prefeitura de Belo Horizonte três candidatos à Presidência da República: o senador Alvaro Dias (Podemos), o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes. Esse foi o único encontro oficial entre Kalil e o pedetista. Na ocasião, Ciro Gomes contou que eles conversaram sobre a situação financeira e política de Minas. O ex-ministro afirmou que ele e Kalil pensam da mesma maneira sobre a necessidade de se olhar com mais zelo para a população mais pobre e que ambos condenam a insensibilidade da burocracia federal.

Nesta quarta-feira (29), Ciro Gomes cumpriu agenda de campanha na capital mineira. Ele visitou o Mercado Central e disse que ficaria muito feliz com o apoio, mas que era cedo dizer que teria o prefeito entre suas fileiras.

De acordo com interlocutor, será feito um ato para marcar o anúncio. “Deve ser feito um evento marcante, pois esse é um apoio muito importante para o Ciro, não se pode deixar passar em branco. Kalil representa um forte apoio político nesta eleição”, afirmou.

O interlocutor contou que a decisão de Kalil em apoiar o Ciro Gomes não envolveu nenhum acordo político e nem promessas que beneficiem a capital caso o pedetista seja eleito. “Foi uma decisão pessoal do prefeito. Ele viu nas propostas de governo de Ciro viabilidade e simetria. Eles já estão conversando há bastante tempo”, disse.

No início desse mês, Kalil teria se irritado ao saber do acordo feito pelo deputado federal e presidente nacional do PHS, Marcelo Aro, em apoiar a candidatura ao Palácio do Planalto do ex-ministro Henrique Meirelles (MDB). Segundo a fonte, o prefeito teria ficado insatisfeito com a inabilidade política do presidente nacional do PHS e chegou a cogitar em desembarcar do partido.

Além disso, o PHS defendia a candidatura do jornalista Carlos Viana na chapa do senador e candidato ao governo de Minas, Antonio Anastasia (PSDB-MG), mas, com a ida de Rodrigo Pacheco (DEM) o partido ficou a ver navios. O fracasso nessa articulação decepcionou Kalil. (Ana Luiza Faria/ O Tempo)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: