Interior da Bahia

Nordeste

Chuvas de junho são as maiores do período desde 2015 no Ceará

Junho de 2019 surpreendeu os cearenses com a quantidade de chuvas aparentemente atípica para o mês pós-estação. Até esta sexta-feira, 21, choveu 34,8 milímetros no Ceará. O volume representa 92,8% do esperado historicamente para o período e é a maior chuva registrada nos últimos quatro anos, só não superada pela quantidade registrada em 2015 (36,6 mm). Os dados são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos.

Junho de 2019 surpreendeu os cearenses com a quantidade de chuvas

Com o fim da quadra chuvosa, que durou de fevereiro a maio, a tendência é de diminuição da quantidade de precipitações. O sistema indutor de chuvas que estava presente no começo do mês, o Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL), já se dissipou, de acordo com a fundação. Não há outro sistema que possa trazer chuvas ao Estado atuando no momento.

Segundo a resenha diária publicada pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), até o dia 20, na quarta-feira, 21 dos açudes monitorados ainda sangravam no Estado, enquanto 41 estão com volume acima de 90% da capacidade total. Na mesma época de 2018, apenas sete reservatórios estavam com o volume total preenchido.

Para esta sexta-feira, a previsão da Funceme é de nebulosidade variável sem expectativa de chuvas em todas as regiões do Estado, assim como nos últimos dois dias. De quinta-feira, 20, até a manhã de hoje, apenas Tauá, na macrorregião do Sertão Central e Inhamuns, registrou chuvas de 7 mm.

(O POVO Online/Foto – Fábio Lima/ Foto: Marciel Bezerra/Funceme)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas