Interior da Bahia

Polícia

PMs envolvidos em ação que matou dançarina em Irecê são afastados

Após abordagem que matou a dançarina Gabriela Amorim, 25 anos, feriu a cantora Joelma Rios, 44, e o sanfoneiro Eliedelson Possidônio Júnior, 32,  na madrugada da última sexta-feira (5), no município de Irecê, no centro-norte baiano, a Polícia Militar resolveu afastar os militares envolvidos na ação. Em nota, o 7º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Irecê), informou que os PMs, que não tiveram os nomes revelados, agora prestam serviços administrativos. 

No episódio, a dançarina Gabriela Amorim foi baleada e morreu no hospital de Irecê

Ainda de acordo com a corporação, um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado para apurar o caso. A cantora Joelma Rios, que foi ferida nas nádegas, chegou a afirmar que os militares não se identificaram aos músicos, integrantes da banda de forró Sala de Reboco, do Ceará. 

O sanfoneiro da banda também foi baleado na perna e precisou ser transferido para Salvador

Segundo ela, ao menos 38 tiros foram disparados na direção do carro que ocupavam, uma picape Hilux SW4 preta. Ao menos dois deles atingiram a dançarina Gabriela, que morreu ao dar entrada no Hospital Regional de Irecê. O sanfoneiro Possidônio, que também chegou a ser levado para a unidade da cidade, foi transferido, no dia seguinte, para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde ficou até ser levado para o  Hospital Regional da Unimed em Fortaleza. (Fonte: Correio da Bahia).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas