Interior da Bahia

Esporte

Floresta precisa vencer fora o Jacuipense para obter o acesso

O sonho do acesso em 90 minutos, ou se os deuses do futebol quiserem mais drama, nas cobranças de pênaltis. Assim chega o Floresta, para o jogo decisivo que pode lhe garantir o sonhado acesso para a Série C, ao enfrentar, neste domingo (21), a Jacuipense, no interior baiano, em Riachão do Jacuípe, às 15 horas, pelas quartas de final da Série D. A equipe veio de avião para Salvador, mas chegou em Feira de Santana na sexta-feira (19) à noite, onde está concentrada, e chega a Riachão neste domingo à tarde.

Jacuipense e Floresta empataram em 2×2 no primeiro jogo em Fortaleza

Após o empate em 2 a 2 no Presidente Vargas, na última segunda-feira, quando sofreu um gol depois dos 40 minutos e não conseguiu abrir uma vantagem para hoje, o time da Vila Manoel Sátiro mantém o otimismo na conquista do acesso. Mais do que natural, para um time que passou por tantos percalços na Série D, chegando com todo merecimento a este momento.

O Floresta está pronto para o jogo que pode lhe garantir o sonhado acesso para a Série C

Para chegar até aqui, o Floresta precisou superar uma 1ª fase complicada, com direito a troca inesperada de treinador (Paulinho Kobayashi assumiu o Imperatriz/MA, na Série C), arrancando nos últimos três jogos com Raimundinho e garantindo vaga apenas na rodada final, pelo saldo de gols ao aplicar 3 a 0 no Santa Cruz/RN, hat-trick de Paulo Vyctor.

Em seguida, o Floresta precisou conquistar um resultado fora de casa para sair vivo do 1º mata-mata: após 3 a 3 no PV com o Moto Club, o Verdão da Vila ganhou por 2 a 0 no Maranhão e avançou.

O Floresta já conquistou espaços importantes no futebol do Ceará

Na fase seguinte, segurou o 0 a 0 com Bragantino/PA, em Bragança, que havia eliminado o Atlético/CE, e o bateu no Presidente Vargas por 3 a 1, chegando forte para o confronto do acesso com a Jacuipense, equipe fortíssima em casa. O time baiano venceu os cinco jogos em casa que fez na Série D e sofreu apenas 1 gol.

O técnico Raimundinho lembrou os bons jogos que seu time fez fora de casa na Série D e espera um jogo aberto.

“Está em aberto, vamos buscar lá o resultado. Temos amplas condições, pois fizemos dois jogos fora de casa no mata-mata muito bem, conhecemos muito bem o time da Jacuipense. Espero um jogo tão bom e aberto como foi em Fortaleza. Está nas mãos de Deus agora”, explicou Raimundinho, confiante.

Ao ataque

Em seguida, o treinador lembrou que sua equipe é armada para atacar, por isso acredita no Floresta marcando gols no jogo de hoje.

“Tivemos inúmeras chances no 1º jogo, poderíamos ter feito três ou quatro gols, mas infelizmente não conseguimos. Mas o forte da gente é transitar em velocidade do meio para frente, pois os garotos são leves”, finalizou o técnico do Floresta. (Informações do Diário do Nordeste).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas