Cultura

Audiência Pública discutirá ‘Dia Municipal em Memória dos Mártires da Revolta dos Búzios’

“Animai-vos, Povo Bahiense / Que está para chegar o tempo feliz da nossa Liberdade/ O tempo em que todos seremos irmãos/ O tempo em que todos seremos iguais’.

Revolta dos Búzios (Arte: Raimundo Laranjeira / Ilustrações: Fábio Chamusca)

O mandato da vereadora Marta Rodrigues realizará na próxima quarta-feira, 28 de agosto de 2019, às 10h, no Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador, uma Audiência Pública sobre os mártires da Revolta dos Búzios, quando será debatida a importância da instituição do Dia Municipal em Memória dos Mártires da Revolta dos Búzios.

O debate proposto se insere no movimento crescente de resgate do protagonismo do povo negro em movimentos sociais de grande importância para a história do Brasil. Para os líderes do evento, “a cidade de Salvador precisa se integrar a esse reconhecimento, contribuindo para a difusão dos principais acontecimentos da conspiração republicana e para a valorização da memória negra”.

Neste ano de 2019, rememora-se os 220 anos do enforcamento de quatro dos cinco mártires da Revolta dos Búzios (1799-2019). São eles: Luiz Gonzaga, Lucas Dantas, João de Deus e Manoel Faustino. O quinto mártir, Antônio José, foi morto por envenenamento na Cadeia Pública (atual Câmara de Vereadores) poucas horas depois de ser preso, exatamente em 28 de agosto de 1798.

Presenças no evento

Para a Audiência Pública da próxima quarta-feira, já estão confirmadas as presenças de Antonio Carlos dos Santos (Vovô do Ilê), do produtor cultural Raimundo Bujão e do cineasta Antonio Olavo, que recentemente produziu o filme 1798 REVOLTA DOS BÚZIOS.

Antonio Olavo, autor do filme ‘1798: Revolta dos Búzios’, é um dos entusiastas da ideia

Para Olavo, “essa Audiência Pública Municipal vai ser um passo inicial de grande importância para que tenhamos, em 8 de novembro, o dia em que foram enforcados os quatro mártires, um Dia Municipal em Memória dos Mártires da Revolta dos Búzios”.

Entusiasta da proposta, o cineasta Antonio Olavo está otimista quanto ao seu êxito, e vai mais além: “Nosso objetivo é ampliar isso para o plano estadual e nacional. Essa é uma história emocionante e digna, que clama por ser conhecida em todo o Brasil. Os ideais da revolta, Liberdade, Igualdade e Fraternidade, foram importantes ontem, há 220 anos, e ainda hoje nos inspira a lutar por uma sociedade justa e democrática”

A Revolta dos Búzios é um desses momentos de insurgência negra que merece um reconhecimento nacional, visto que, já naquela época, em pleno regime colonial, os revolucionários negros, influenciados pelos ideais iluministas da Revolução Francesa, levantaram a bandeira da independência de Portugal, que só viria em 1822; do fim da escravidão, conquistada somente em 1888; e da República, proclamada tardiamente em 1889.

Para os idealizadores, o Dia Municipal em Memória dos Mártires da Revolta dos Búzios é uma importante iniciativa, que ampliará o movimento para a conquista do Dia Nacional em Memória dos Mártires da Revolta dos Búzios.

Para reforçar a ideia, os organizadores da Audiência Pública convidam a sociedade soteropolitana “para participar desse importante momento de reparação histórica”.

Evento: Audiência Pública sobre os mártires da Revolta dos Búzios

Dia: 28 de agosto de 2019

Hora: 10h

Local: Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas