Esporte

Lionel Messi é eleito o melhor jogador do mundo pela sexta vez na carreira

O atacante Lionel Messi, do Barcelona, venceu seu sexto prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa nesta segunda-feira, 23, em cerimônia realizada no Teatro alla Scala, em Milão, na Itália. Na categoria feminina, a americana Megan Rapinoe, do Reign FC, faturou o troféu de melhor jogadora.

Lionel Messi com os prêmios de melhor jogador do mundo e o de seleção do ano (Tullio Puglia/FIFA/Getty Images)

O argentino concorria com Cristiano Ronaldo, da Juventus, e Virgil Van Dijk, do Liverpool. Vencedor da Liga dos Campeões, o zagueiro holandês ficou em segundo e era o principal desafiante de Messi, depois de ter sido nomeado o melhor jogador da Europa, pela Uefa, e melhor do Campeonato Inglês.

No feminino, Megan Rapinoe desbancou Lucy Bronze, semifinalista da Copa do Mundo e campeã da Champions com o Lyon, e sua companheira de seleção, Alex Morgan, do Orlando Pride. Entre os principais prêmios da noite, Jürgen Klopp superou Pep Guardiola e Mauricio Pochettino e foi eleito o melhor técnico do ano.

Outro atleta do Liverpool a ser premiado, o brasileiro Alisson liderou a lista de melhores goleiros, entrando, também, na seleção do ano da Fifa, que também contou com o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid. O time ideal também teve Sergio Ramos, Van Dijk e Matthijs De Ligt na zaga; Frenkie De Jong e Luka Modric no meio-campo; Eden Hazard, Messi, Cristiano e Kylian Mbappé no ataque.

O prêmio mais emocionante da a noite também foi brasileiro. Silvia Grecco recebeu o troféu de melhor fã por narrar jogos do Palmeiras a seu filho Nickollas, deficiente visual, e foi aplaudida de pé pelo público após seu discurso.

O argentino Lionel Messi venceu o prêmio de melhor jogador do mundo pela sexta vez (Marco Bertorello/AFP)

“Nickollas, aqui tem muitos jogadores importantes e estamos aqui representando o Brasil e a todos aqueles que torcem pela pessoa com deficiência. O futebol pode transformar a vida das pessoas. Pelo simples gesto de narrar os jogos para o meu filho, tivemos a oportunidade de rodar o mundo com a nossa história. Hoje, posso falar para o mundo para o futebol que os deficientes existem, que precisam de oportunidades”, declarou.

O húngaro Dániel Zsóri, do Ferencváros TC, venceu o prêmio Puskás de gol mais bonito do ano, marcado na partida entre Debrecen FC v Ferencváros, pelo Campeonato Húngaro, em 16 de fevereiro de 2019. (Fonte: Veja).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas