Política

Crise política aumenta e apoiadores gritam: “Bolsonaro traidor!”

A comissão especial da Câmara que analisa a reforma da Previdência dos militares rejeitou nesta terça-feira, 30, um destaque que estenderia o pagamento de uma gratificação aos militares que tivessem concluído o curso de formação e aprimoramento. Atualmente o texto do projeto abrange apenas oficiais e praças.

Em protesto, esposas de militares gritam: “Bolsonaro, traidor!”

O governo, que se posicionou contra e orientou pela derrubada do destaque foi duramente criticado por pensionistas e alguns militares da reserva que acompanhavam a sessão. Aos gritos de “Bolsonaro traidor” os revoltados com a posição do governo fizeram o maior tumulto e conseguiram impedir o prosseguimento da sessão por vários minutos. O Plenário foi esvaziado e em seguida a sessão foi retomada sem a presença dos manifestantes.

Próximo aos 300 dias de mandato, Jair Bolsonaro enfrenta uma grande crise política envolvendo seu partido e a deserção de fortes apoiadores da sua gestão. Com mais essa posição que prejudica boa parte do seu eleitorado, Bolsonaro aumenta ainda mais a crise. (Agencias).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas